32 C
Juruá
quarta-feira, junho 12, 2024

Iapen suspende salário de policial penal acusado de matar jovem na ExpoAcre

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O policial penal Raimundo Nonato Veloso da Silva Neto, acusado de matar, no ano passado, o jovem Wesley Santos da Silva, em um bar no Parque de Exposições, teve o salário suspenso pelo Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen).

A informação é do advogado de defesa do agente. Segundo ele, a família de Nonato tem passado por dificuldades financeiras em virtude do corte do rendimento mensal do policial.

Nesta quarta-feira, 5, o acusado participou de uma audiência e teve o pedido de revogação da prisão preventiva novamente negado. Na ocasião, quatro testemunhas também foram ouvidas.

O Ministério Público do Acre (MPAC), que representa contra o policial, quer a manutenção da prisão.

Após a audiência, o processo segue para o MPAC e para a defesa do acusado apresentarem suas alegações finais. Depois dessa etapa, o juiz proferirá a sentença.

O acusado também responde por tentativa de feminicídio contra a namorada de Wesley, Rita de Cássia. A jovem também teria sido baleada pelo agente na região da cintura e na perna direita e, felizmente, sobreviveu.

Wesley tinha apenas 20 anos e estava no Parque de Exposições comemorando seu aniversário. Segundo informações, a confusão começou com o policial supostamente assediando mulheres em um estabelecimento.

Consta nos autos que, ao tentar passar a mão em Rita, ele foi repreendido por ela, que o empurrou. O namorado da jovem e outros homens também teriam empurrado o policial, que passou a ameaçar o grupo.

  • Fonte: A Gazeta do Acre.
- Publicidade -
Copiar