34.6 C
Juruá
segunda-feira, julho 15, 2024

Mansão de Pelé é abandonada, deteriorada e furtada por ladrões

Por Isto É.

- Publicidade -

A mansão milionária de Pelé no Guarujá, litoral de São Paulo, encontra-se em estado de abandono após a morte do ex-jogador. A família do ídolo, que morreu aos 82 anos, no final de 2022, nega.

Segundo o “g1”, o imóvel, que ocupa um quarteirão inteiro na Praia de Pernambuco, teria sido a penúltima residência de Pelé antes do casamento com Márcia Aoki, sua última esposa. Após a mudança, o Rei do Futebol não teria deixado de frequentar o local. Ao portal, vizinhos da propriedade relataram que funcionários teriam sido demitidos após a morte de Pelé, e que o terreno teria sido invadido por ladrões que furtaram fios de cobre.

Augusto Miglioli, advogado de Edinho — filho e inventariante dos bens do Rei —, nega que o abandono da mansão tenha acontecido após a morte de Pelé. Ainda ao portal, ele alegou que os colaboradores teriam sido demitidos quando o atleta ainda estava vivo. O advogado admitiu que a residência possui problemas estruturais, mas enfatizou que estes “já estão sendo cuidados”.

Em estado de deterioração, a propriedade tem mato alto, teias de aranha, ferrugem e falta de energia elétrica. A piscina tem água suja e esverdeada.

Vale lembrar que o processo de inventariado dos bens do jogador corre em segredo de Justiça. A viúva Márcia Aoki abriu mão de ser a inventariante, transferindo a responsabilidade para Edinho, primogênito de Pelé.

Sala de estar da mansão de Pelé, que está abandonada

Sala de estar da mansão de Pelé, que está abandonada (Crédito:Reprodução)

Cômodo da mansão de Pelé, que está abandonada

Cômodo da mansão de Pelé, que está abandonada (Crédito:Reprodução)

- Publicidade -
Copiar