27.5 C
Juruá
segunda-feira, julho 15, 2024

Morre Flaviano Schneider, jornalista, daimista e ex-assessor de Tião Viana, aos 73 anos

Por Tião Maia, do ContilNet.

- Publicidade -

Faleceu na manhã desta segunda-feira (8), em Rio Branco (AC), o jornalista Flaviano Schneider, aos 73 anos de idade. Seu corpo deverá ser velado no santuário da Colônia Cinco Mil, no bairro Irineu Serra, da doutrina do Santo Daime, do qual ele era seguidor. As causas da morte não foram reveladas.

Flaviano Schneider era natural de Baixo Guandu, município do Espírito Santo, situado a cerca de 180 km de Vitória, a capital do Estado. Vivia no Acre desde os anos de 1980, quando conheceu a doutrina do Santo Daime e passou a conviver na Colônia Cico Mil. Atuou na imprensa acreana como redator e repórter desde o extinto jornal “Folha do Acre”, destruído, num atentado terrorista à bomba, em 1984. Também trabalhou e morou em Cruzeiro do Sul, no Vale do Jurupa. Vivia num sítio e atuava no jornal (impresso e agora só digital) “Voz do Norte”.

Flaviano Schneider era natural de Baixo Guandu, município do Espírito Santo/Foto: Reprodução

Até o ano de 2010, foi assessor de imprensa do gabinete do então senador Tião Viana e há cerca de três anos, voltou a morar em Rio Branco e se aposentou. Desde então, se dedicava ao trabalho religioso na Colônia Cinco Mil.

Vegetariano, se definia como um “Mônada, estagiando no mundo da matéria e buscando sempre o retorno à Casa do Pai”. Mônada é um conceito difundido pelo filósofo alemão Gottfried Wilhelm Leibniz, figura central na história da matemática e na história da filosofia. O filósofo alemão utilizava constantemente a expressão para definir substância simples, apresentando-se, neste sentido, como um mundo distinto, à parte, próprio – mas também como unidade primordial que compõe todos os corpos.

Mais Flaviano Schneider, impossível. Que tenha acolhida de volta à Casa do Pai, como ele sempre sonhou.

- Publicidade -
Copiar