Acre vive pior ano de queimadas desde 2016, revela Inpe

Com 6.499 focos de calor em 2019, o Acre vive seu pior ano em volume de queimadas desde 2016, quando o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registrou 7.296 focos.

No ano passado foram registrados 6.282, o que gera uma diferença para 2019 de 3% de aumento. Esse percentual, no entanto, varia a cada dia.

A incidência caiu em outubro por conta das chuvas e o risco de fogo, segundo o Inpe, é baixo na maioria do território acreano nestes dias.

O mapa de fumaça parece demonstrar que há problema em muitas regiões.

Por Edmilson Ferreira, do AC24horas.