Bestene denuncia clima de terror dentro da Sesacre causado por Mônica e apela a Gladson

Em um duro discurso proferido da tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) na manhã de terça-feira (13), o deputado José Bestene (PP) afirmou que há um “grupo de parasitas” tentando afastá-lo do governador Gladson Cameli (PP) para impedir que ele alerte o chefe de Estado sobre supostas irregularidades cometidas dentro da Secretaria de Saúde (Sesacre).

Bestene afirmou que a gestão da secretária de Saúde, Mônica Feres, está causando terror nos servidores da casa.

“Quero ter a oportunidade de colocar a verdade para o governador pessoalmente, porque está se criando um terror dentro da Sesacre com a vinda de coronéis e isso não pode acontecer”, diz.

O deputado afirmou ainda que precisa explicar que o sistema de saúde está sendo estrangulado e poderá causar prejuízos irreparáveis aos pacientes.

“Preciso colocar para o governador que a secretária de Saúde não está levando a verdade sobre o Sistema Único de Saúde. Pode haver um estrangulamento de saúde. Tiraram todos os especialistas da Fundacre mesmo vindo dinheiro destinado para lá. Lá e o único hospital de alta complexidade. Onde irá ser atendido pacientes de Marechal Taumaturgo, Rodrigues Alves?”, questiona o parlamentar.

Informações Folha do Acre