Central disponibiliza intérpretes de libras para deficientes auditivos em Cruzeiro do Sul

Promover a comunicação entre surdos e ouvintes por meio da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e garantir o acesso à informação. Esse é o objetivo da Central de Interpretação de Libras de Cruzeiro do Sul.

A coordenadora do Núcleo de Apoio Pedagógico a Inclusão (Napi), Hebe Cristina, explica que além de promover a inclusão, a central disponibiliza intérpretes para a comunidade surda realizar atendimentos médicos, jurídicos, policial, bancários, entre outros.

Para ter acesso ao serviço, é necessário fazer um agendamento com, no mínimo, 48 horas de antecedência. Também há intérpretes de plantão para casos de emergência.

“A comunidade surda em geral utiliza esse serviço quando vai a um hospital, instituição pública, bancos, locais onde necessitam de serviços e não podem se comunicar. Conforme a necessidade dos serviços, a família ou instituição faz o agendamento e no dia marcado, o profissional se dirige junto com o surdo. Temos um carro disponível para o deslocamento”, explica.

Hoje, cerca de 40 pessoas com deficiência auditiva residem em Cruzeiro do Sul, além de aproximadamente 19 estudantes, entre crianças e jovens.

Os agendamentos podem ser feitos através do e-mail [email protected] ou através dos telefones: 3322-9288/ 99988-0717 e 99909-1151. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

Inclusão social

Ozana Araújo conhece bem as dificuldades enfrentadas pela comunidade surda, sobretudo por que seu irmão de 49 anos é deficiente auditivo. Ela conta que a família precisou criar sinais para se comunicar com ele, já que até um tempo atrás o município não contava com os serviços da central.

Devido à idade avançada, seu irmão tem dificuldade de aprender libras e, consequentemente, de se comunicar com outras pessoas.

“Quando ele sai encontra dificuldade por que não consegue interagir. Hoje, queremos incluí-lo na comunidade surda pra que ele possa se comunicar, principalmente quando ele precisa fazer serviços. A central é de grande importância nesse sentido”.