Conservatório de Música do Juruá se apresenta para ministros do STF

A agenda do Coral e Orquestra do Conservatório de Música do Juruá, do projeto Musicalizando Pessoas com Amor e Carinho do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) em parceria com o Exército Brasileiro, não pára de emocionar Brasília (DF). Nesta ultima quarta-feira, 21, foi a vez dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) se emocionarem com as vozes do projeto.

No STF, a apresentação foi acompanhada pelo presidente Dias Toffoli, e demais ministros, Rosa Weber, Edson Fachin, Roberto Barroso, Alexandre Morais e Ricardo Lewandowski. A articulação da agenda teve o apoio da juíza auxiliar da presidência, Alessandra Baldini, titular da Subseção Judiciária de Cruzeiro do Sul. Servidores e visitantes da instituição também prestigiaram a apresentação.

O evento também teve a presença da deputada federal Jessica Sales, que chegou com antecedência para cumprimentar as crianças. As promotoras de Justiça Vanessa Munis e Fatima Ribeiro também estiverem presentes na programação.

 

“Está apresentação muito nos toca e quero dizer que nós apoiamos estes projetos e queremos a continuidade, pois nos proporciona um momento excelente de convivência entre todos nós, pois estamos abrindo esse espaço do STF para a sociedade. Agradeço a vinda do Coral de Cruzeiro do Sul cumprimentos a todos os membros envolvidos nesse projeto. Muita emoção, pois é belíssima a apresentação que foi realizada. Parabéns”, destacou o presidente do STF.

A procuradora-geral de justiça do MPAC, Katia Rejane de Araújo Rodrigues, agradeceu ao público e aos ministros, manifestando a importância desse momento para o MPAC.

“Agradeço a todos os senhores que estão aqui para apreciar o que temos de melhor a oferecer a todos através da música, na qual podemos demonstrar nossa alegria e contentamento, mas também, nos manifestar através de uma de suas letras que faz uma oração e um apelo a todos nós que somos autoridades e que podemos transformar a realidade do nosso país”, disse a procuradora-geral de justiça do MPAC, Katia Rejane de Araújo Rodrigues, referindo-se a canção “Tempo de ser feliz” da cantora Jamilly.

A apresentação seguiu sob a condução do maestro Bonfada, subtenente do Exército Brasileiro. O coordenador do projeto, promotor de Justiça Iverson Bueno destacou a representatividade desse momento.

“Aqui estão crianças carentes da nossa região que estão há cinco dias na estrada para chegar até aqui e se apresentarem aos senhores. Esse projeto alcança mais de 400 pessoas e representa a transformação social. Significa dizer que são mais de 400 crianças que não serão alcançadas pelas drogas e pelo mundo da criminalidade”, disse o promotor de justiça.

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC