Cruzeiro do Sul ganhará empresa de aplicativo nos mesmos moldes do Uber

ForestCar é genuinamente acreana e estenderá seus serviços para o interior do Estado, nos vales do Acre e Juruá

 

Começam a chegar ao interior do Acre, em Brasiléia e Epitaciolândia, e em Cruzeiro do Sul, no Vale do Juruá, os aplicativos – chamados de apps – de transporte que vêm revolucionando a mobilidade no Brasil. O aplicativo já pode ser baixado nessas regiões.

Primeiro nasceram no Brasil os aplicativos para facilitar as viagens de taxi, como o 99 e o Easy. Aí vieram outros apps que quebraram a proposta de valor existente nesse setor, como o Uber que já foi abalado pelo seu concorrente, o Cabify. Logo, logo nasceria outro aplicativo de transporte que ameaçou o Cabify, que ameaçou o Uber, que ameaçou o 99 e que, praticamente, dilacerou com as cooperativas de táxi. E assim é a cadeia mercadológica de hoje, regida por recursos de inovação altamente digitais. A diferença é que o app a chegar ao interior do Estado é genuinamente acreano.

Trata-se da “ForestCar”, que se apresenta como uma empresa de mobilidade urbana “100% acreana”, dirigida pela empresária Cambesta. Segundo ela, a empresa, fundada em Rio Branco há cerca de um ano, atua com pelo menos 150 veículos credenciados e transporta pelo menos 15 mil usuários só na Capital. O número deve aumentar com a entrada da empresa no interior, nos vales do Acre e do Juruá.

“Na casa da melhor farinha que existe, a ForestCar também dirige”, diz a publicidade de lançamento da empresa em Cruzeiro do Sul. “As ladeiras de Cruzeiro do Sul nunca foram tão curtas. Em breve estaremos operando também nesta linda cidade”, diz a publicidade exibindo a imagem mais tradicional da cidade, a majestosa Igreja de Nossa Senhora da Glória, a catedral da cidade.

A nova forma de usar os serviços de transporte em uma cidade veio mudando desde que os revolucionários aplicativos surgiram e passaram a disponibilizar o serviço com taxas muito mais em conta para o usuário, além de facilidades no pagamento e na forma de solicitação. De acordo com a empresária, as cidades mais desenvolvidas do interior do Acre não poderiam ficar de fora da proposta da empresa, que é a prestação de serviço de qualidade e com preços bem inferiores àqueles cobrados pelo serviço de taxi tradicional.