Duarte diz que viajou o final de semana inteiro e não foi parado nenhuma vez pela polícia

A segurança, ou a sua falta, foi mais uma vez abordada na sessão da Assembleia Legislativa do Acre.

Como vem acontecendo de forma reiterada, a falta de fiscalização nas fronteiras acreanas foram temas dos discursos dos parlamentares.

No mês passado, como estratégia de combate à criminalidade, a Secretaria de Segurança Pública do Acre lançou a operação Fecha Fronteira, prometendo fiscalizar os acessos ao Acre por meio das estradas estaduais e federais.

O deputado Roberto Duarte (MDB), lamentou durante discurso na sessão desta quarta-feira, 12, que a fiscalização nas fronteiras não esteja funcionando como deveria.

O parlamentar contou que esteve em Xapuri na sexta, em Brasileia no sábado e em Assis Brasil no domingo e que em nenhum momento dessas três viagens foi abordado por algum tipo de fiscalização.

“Em todo esse translado que fiz pelo interior, não fui abordado em nenhum por nenhuma polícia. Como é que vamos falar de segurança, se não fui abordado uma única vez tendo ido em dois países, Peru e Bolívia, que são conhecidamente os maiores produtores de drogas do mundo, além do tráfico de armas. É triste ver isso. Enquanto eu fazia essa viagem, ocorria uma reunião para definir estratégias de segurança pública para o Acre”, afirma Duarte.

Por Leônidas Badaró.