Entidades sindicais protestam contra reforma da previdência

Com uma reforma da previdência que desagrada a maioria dos trabalhadores batendo à bota em um estado onde a economia ainda é extremamente dependente do contracheque pago pelo governo do estado, o Dia do Trabalho tem pouco a comemorar no Acre.

Pelo menos é essa a opinião da maioria das entidades sindicais que participaram do lançamento do calendário de lutas , “contra o fim da aposentadoria e por mais empregos e salários decentes”, no mês de maio, na manhã desta quarta-feira, 01, organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Ficou claro que apesar das enormes diferenças e correntes políticas que permeiam os sindicatos e suas lideranças, há um pacto de unidade para lutar contra as reformas que estão sendo promovidas pelo governo Bolsonaro e sobrou até para o governo Gladson Cameli.

Diversos representantes sindicais se posicionaram contra a possibilidade de terceirização da saúde estadual acreana.

Rosana Nascimento, presidente da CUT, afirmou que é preciso a união de todas as entidades que lutam em defesa dos direitos dos trabalhadores.

“Precisamos da união dos movimentos sindicais em um momento que os direitos dos trabalhadores estão seriamente ameaçados. Trabalhador não quer saber se é de direita ou de esquerda, o que ele quer é a garantia de seus direitos”, afirmou.

Rosana Nascimento afirmou que as entidades sindicais preparam para 15 de maio um dia de protesto dos servidores da educação contra a reforma da previdência. “Estamos tendo um ataque violento contra a educação. Já falei ao secretário de educação que ele tá secretário, mas vai se aposentar como professor e por isso tem a obrigação de liberar todos os professores para participar desse dia de luta”, disse a presidente da CUT.

Participaram do evento presidentes de diversos sindicatos como urbanitários, Correios, Detran, vigilantes, bancários entre outro, além de representantes de partidos políticos e o deputado Daniel Zen (PT).

Confira abaixo o calendário de eventos em defesa do trabalhador divulgado pela CUT neste mês de maio.

MAIO DE LUTAS: Contra o fim da aposentadoria e por mais empregos e salários decentes.

Lançamento do calendário de lutas

Data quarta-feira (1º de Maio).

Horário: 8h.

Local: Sede dos Urbanitários, Rua Quintino Bocaiúva, N 1782, Bosque. Ao lado da federação da Agricultura.

Audiência Pública “Contra o fim da aposentadoria e por mais empregos e salários decentes.”

Data: quinta-feira (09 de Maio)

Horário: 10h

Local: Assembleia Legislativa do Acre – ALEAC (Rua Arlindo Porto Leal, 241, Centro.

Dia Nacional de Luta e Greve Geral dos Professores.

Data: quarta-feira (15 de Maio)

Horário: A definir

Loca: A definir

Samba do Trabalhador – Intervenção cultural e panfletagem

Data: sexta-feira 24 de Maio

Horário: 7h

Local: Terminal Urbano

Seminário “Compreendendo a Reforma da Previdência”

Data: sexta-feira (31 de Maio)

Horário: 16h

Loca: Auditório da UFAC

Ato Cultural Contra a Reforma da previdência

Data: sexta-feira (31 de Maio)

Horário: 18h

Local: UFAC

 

Informações Leônidas Badaró – Ac24hrs