Estudante é transportada de ambulância para fazer Enem 2019; “Já é uma vitória”

Internada em um hospital do Distrito Federal, a estudante Vitória Chaves da Silva, de 20 anos, recebeu liberação médica e foi de ambulância fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (3).

A paciente passou por dois transplantes no coração – o primeiro aos 7 anos e, o mais recente, aos 18 anos – e sofre de um quadro de rejeição aguda do órgão. Ela está internada desde quarta-feira (30) no Instituto de Cardiologia (ICDF), em Brasília.

“Só de conseguir fazer a prova já é uma vitória. Estou confiante, já deu certo.”

A estudante conta ainda que sonha em cursar medicina e, quando for aprovada no curso, pretende “inverter a lógica” da rotina que enfrenta há 20 anos.

“Quero deixar de ser paciente para atender, me especializar em cardiologia pediátrica e retribuir tudo o que os médicos fizeram por mim.”

Nova tentativa

Esta é a segunda vez que Vitória faz a prova para concorrer a uma vaga na universidade. Na primeira tentativa, no ano passado, a estudante afirma que não se preparou bem e, neste ano, fez diferente: se matriculou em um cursinho e estudou todos os dias.

A prova será feita em Luziânia, neste domingo (3), na região do Entorno do DF – a quase 60 km de Brasília. Para não se atrasar, a candidata saiu do hospital por volta das 11h. Os portões no local de prova abrem às 12h.

Durante a prova, Vitória vai ter a companhia de um enfermeiro do hospital. O profissional vai ser responsável por monitorar as condições físicas da paciente. O tempo para Vitória responder a prova será o mesmo dos demais candidatos.

  • Com informações do Portal G1.