Exoneração de apadrinhados de deputados tem o apoio da população acreana

O governador Gladson Cameli não está sozinho na crise envolvendo o governo e os deputados estaduais por casa da demissão de servidores comissionados indicados para cargos no Executivo por indicação dos parlamentares. Nas ruas e nas redes sociais, ele vem recebendo manifestações de apoio da população.

A demissão desses servidores, na tarde da última quinta-feira (19), em Rio Branco, abriu uma crise sem precedentes entre deputados e o governo a qual levou à realização de uma reunião intermediada pelo vice-governador Wherlres Rocha e o secretário de Articulação Institucional, Alysson Bestene.

Durante a reunião, tensa e nervosa, numa das dependências da Assembleia Legislativa, um outro Bestene, o deputado estadual José, tio de Alysson, bateu de frente
com o governo e deixou o encontro se dizendo rompido com Gladson Cameli – logo ele, que, enquanto presidente do PP, o partido do governador, foi uma espécie de articulador e mentor político do atual governante dos acreanos. Bestene teve um genro demitido entre os 340 cargos exonerados por decisão de Gladson Cameli.

Além de gritos e palavrões durante a reunião fechada na Assembleia Legislativa, ouviu-se a palavra impeachment. Não se sabe quem foi o autor da ideia, mas, naquela reunião, alguém defendeu que o governador Gladson Cameli sofra o impeachment, que seria aprovado pela Assembleia Legislativa, por ter ousado demitir apadrinhado dos deputados. Gladson Cameli viajou para Nova Iorque, nos EUA, sem comentar o assunto impeachment e parece tranquilo em relação à maior crise política do atual governo.

Tamanha tranquilidade do governador estaria relacionada ao fato de que o governo disporia de pesquisas de opinião pública nas quais a decisão de exoneração dos protegidos dos deputados tem o apoio da população. As pesquisas e mesmo as pessoas nas ruas apontam para a possibilidade de a sociedade ver com antipatia a presença de pessoas no serviço público ocupando cargos sem concurso apenas por serem protegidas de deputados.

Nas redes sociais, onde o assunto é discutido mais aberta e livremente, são visíveis as manifestações favoráveis ao governador. Veja algumas manifestações abaixo.