Fome de poder: em menos de três meses Vagner Sales lança filha à prefeitura e ao senado

Recém exonerado do governo, a sobrevivência política do ficha suja Vagner Sales depende cada vez mais de Jessica. Impossibilitado de concorrer a qualquer cargo público, o ex-prefeito lançou, em menos de três meses, o nome da filha para duas candidaturas: à prefeitura de Cruzeiro do Sul e agora ao senado.

O objetivo do lançamento prematuro, é claro tirar o foco de sua exoneração por ser ficha suja. Vagner Sales usou de seu costumeiro colunista aliado para lançar o factoide. A estratégia é clara: fazer com ao assunto na imprensa passe ser o prematuro lançamento da candidatura, ao invés do fato em si: sua exoneração por condenações junto à justiça.

Se por um lado, o movimento de Vagner revela sua esperteza, por outro também fragiliza suas posições políticas. No balaio de gatos briguentos que é o bloco de apoio à Gladson, não faltarão aliados a dar-lhes tapinhas nas costas enquanto minam por dentro a candidatura. Jessica será a vidraça por quatro anos, atrás da cobiçada vaga do senado ocupada hoje pela suplente de Gladson, Mailza Gomes.

A bem da verdade, é preciso que se diga que Jessica faz um mandato eficiente, ao alocar recursos para Cruzeiro do Sul, mas também é evidente que seu mandato serve apenas de fachada para que seu pai, um político condenado em três instâncias continue a barganhar cargos nos governos estadual e federal.