FOTOS: Eclipse solar é observado no Acre

Das 27 capitais brasileiras, em 14 delas as pessoas acompanham o eclipse solar desta terça-feira (2). O fenômeno, quando a lua encobre o sol, ocorre das 17h11 às 17h51 (horário de Brasília).

Em Rio Branco, o Quiosque do Côco, no Parque do Tucumã, foi um dos locais mais procurados para acompanhar o eclipse. Algumas pessoas chegaram antes das 14h (16h horário de Brasília). No município de Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Acre, o fenômeno também foi visto.

No Brasil, o fenômeno é parcial, mas outra oportunidade para acompanhar será possível somente em 2045.

O fotógrafo profissional Marcos Vicentti foi um dos que fez questão de ir registrar o fenômeno. Segundo ele, que atua na área há mais de 20 anos, esse é um momento único na vida de um profissional que vive a vida a registrar grandes momentos.

“São momentos que mudam a nossa rotina quando esses fenômenos acontecem. O coração sempre na boca, esse foi difícil fotografar”, disse.

Países vizinhos

Os eclipses totais do Sol, apesar de acontecerem com certa frequência no planeta, não acontecem nos mesmos lugares sempre. Por isso, os astrônomos dizem que provavelmente cada um dos moradores da Terra terá uma única chance de ver o fenômeno.

Este visível em 2 de julho não será um dos mais longos – em alguns casos, os eclipses solares podem chegar a 7 minutos de escuridão, mas, neste caso, ocorrerá em metade desse tempo. A faixa de terra com a versão total engloba parte do Chile e da Argentina.

No Chile, em La Serena, a fase total será às 17h39 (horário de Brasília).

Proteção

Para observar o eclipse solar é preciso tomar alguns cuidados. Segundo especialistas, as pessoas não devem olhar diretamente para o sol por muito tempo porque a retina pode acabar prejudicada.

Binóculos ou telescópios que não tenham filtros específicos na lente não são recomendados. Um método “caseiro” e eficiente de acordo com os especialistas, é usar um exame de raio X escuro diante dos olhos.

Por portal G1 Acre.