Gladson anuncia compra superior a R$ 40 milhões em máquinas pesadas

Cumprindo mais um compromisso firmado com a população acreana, sobretudo com os moradores da zona rural, o governador Gladson Cameli anunciou em rede estadual de rádio nesta segunda-feira, 2, por meio do programa Fale com o governador, a aquisição de novas máquinas pesadas para a melhoria de ramais nos 22 municípios.

“Estamos com R$ 94 milhões em processo licitatório [para a pavimentação de ramais] e fora esse valor, quero comunicar em primeira mão que deve sair nos próximos dias o edital de licitação para a compra para mais de R$ 40 milhões em máquinas pesadas. Eu vou soltar outra licitação grande no início do ano que vem para a compra de óleo diesel e insumos betuminosos para que a gente possa, além da recuperação e manutenção dos ramais, pavimentar os pontos críticos. Eu quero dizer à população da zona rural que no que se refere a melhorias nas estradas vicinais será no ano que vem. Quero deixar tudo pronto para não perder um dia de verão”, afirmou.

Bastante otimista, Cameli foi enfático ao dizer que 2020 será um ano de grandes e ousados investimentos por parte do governo estadual. O gestor lembrou da situação financeira lastimável deixada pela antiga administração e do esforço para reorganizar e recuperar a credibilidade do Estado. Gladson citou a conclusão do pagamento da segunda parcela do 13º salário dos servidores públicos de 2018, assim como o início da quitação das verbas rescisórias e empréstimos internacionais deixados pelo governo passado.

Reforma da previdência estadual e novos concursos públicos

Questionado sobre a nova previdência estadual, Gladson salientou que a aprovação das novas regras assegura o pagamento em dia dos servidores e pensionistas do Acreprevidência e alivia o tesouro estadual com a queda do déficit previdenciário, que está estimado em R$ 560 milhões somente para este ano.

O chefe do Executivo fez duras críticas aos opositores que tentaram politizar o assunto levando à população informações inverídicas, dentre elas, que os servidores públicos supostamente perderiam direitos trabalhistas.

“Eu não fui eleito governador do Estado para ser demagogo e tenho aprendido na vida pública que os problemas e dificuldades temos que enfrentar logo. Quero dizer que não fui eu que deixei a previdência desta forma. É muito fácil as pessoas que não têm compromisso com o Estado virem para praça pública e redes sociais fazer chacota. Sou sério e estou tão preocupado com o servidor público que eu já cumpri  quase 80% das minhas promessas de campanha”, pontuou.

Com a economia gerada a partir da nova previdência, Cameli disse que será possível investir em obras de infraestrutura. O governador disse não abrir mão da construção das pontes sobre o rio Acre, em Xapuri, e do rio Iaco, em Sena Madureira.

O governador deixou claro durante a entrevista que pretende realizar novos concursos públicos para a contratação de servidores efetivos. Gladson lembrou que sua gestão, mesmo em meio a uma crise financeira, convocou mais de 500 aprovados nos concursos das polícias Civil e Militar, além da nomeação de 200 novos professores efetivos. Outros 343 docentes de carreira serão empossados até o fim de dezembro.