Governo prorroga contratos provisórios de 210 agentes socioeducativos por um ano

O governador do Acre, Gladson Cameli, prorrogou na tarde desta terça-feira, 28, o contrato de 210 agentes socioeducativos provisórios do Instituto Socioeducativo(ISE) por mais um ano. A medida assegura a continuidade dos serviços prestados em todas as unidades de internação de menores infratores do Estado.

A prorrogação dos contratos foi recebida com bastante entusiasmo pelo agente socioeducativo Nonato Santos. O profissional, que está há dois anos no ISE, parabenizou a iniciativa da gestão por garantir a permanência dos servidores provisórios.

“Estávamos esperando há bastante tempo por esta prorrogação e o Governo teve a hombridade de reconhecer os trabalhadores que lá estão e que são preparados e qualificados para desenvolver o trabalho dentro do Sistema Socioeducativo”, ressaltou.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública(Sejusp), Paulo Cézar Rocha dos Santos, afirmou que a socioeducação passa por um novo momento no Acre. O gestor enfatizou que a permanência dos profissionais no ISE contribui, cada vez mais, para o fortalecimento da instituição.

“O Sistema Socioeducativo tem um papel fundamental para a sociedade, que é de abrir oportunidades e tirar do caminho do crime jovens que já cometeram atos infracionários. Então, o fortalecimento do ISE, principalmente a valorização dos servidores, é fundamental para que nós conquistemos nesta luta contra o crime a reversão do processo que tem sido a reincidência”, destacou.

Gladson anuncia mais melhorias para o Sistema Socioeducativo

O governador Gladson Cameli surpreendeu os agentes ao fazer uma série de anúncios que vão dar um salto de qualidade e eficiência para o Sistema Socioeducativo acreano.

O primeiro deles diz respeito a abertura de processo administrativo para viabilidade do tão aguardado concurso público efetivo para a categoria. “Essa é mais uma prova do compromisso do governador Gladson Cameli em melhorar o Sistema Socioeducativo. A realização deste concurso será muito importante para que o ISE possa cumprir seu papel dentro dos padrões estabelecidos pela socioeducação”, afirmou o diretor-presidente do ISE, Rogério Silva.

Na primeira quinzena de junho, o Governo inaugura a unidade de semiliberdade para menores em situação de conflito com a lei. O espaço vai oferecer diversas atividades educativas e culturais para a reinserção dos jovens ao convívio da sociedade.

“Sabemos que os jovens que aqui estão cometeram erros, mas a vida não acabou, e eles têm uma nova chance de construir um futuro brilhante pela frente”, comentou o gestor.

Cameli também corrigiu um erro cometido no passado ao autorizar a efetivação da redistribuição de 28 servidores concursados que deveriam ser lotados no Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), mas que foram para os quadros do ISE.

“O que nós queremos é a valorização do servidor e que ele esteja satisfeito com o seu local de trabalho. Os anúncios que fizemos aqui mostram que estamos no caminho certo. É desta maneira que vamos continuar avançando no Instituto Socioeducativo e nas demais instituições”, concluiu.

Secom