Homem é preso acusado de matar professor homossexual degolado na Capital Rio Branco

Um trabalho de Investigação dos Agentes da Delegacia de Homicídios e proteção à Pessoa (DHPP) resultou na prisão de Raimundo da Silva Alventino, 26 anos, vulgo “Roxo”, ele é o acusado de matar o professor José Augusto de Freitas, de 56 anos, dentro de sua casa no dia 18 de setembro deste ano, no Ramal São José, no bairro Belo Jardim I, em Rio Branco.

O corpo do professor foi encontrado pelos vizinhos dentro do quarto, estava sem roupa e apresentava cortes profundo no pescoço.

Segundo a polícia, após matar a vítima, Raimundo roubou o celular do professor, em seguida saiu da casa, pegou um carro, voltou até o local do latrocínio, roubou uma televisão e uma motosserra. Após vender as coisas de José, ele partiu para se esconder no município de Plácido de Castro.

Durante a investigação, várias provas quanto a autoria do crime foram alcançadas, tendo sido representadas ao Poder Judiciário pela prisão do suspeito, o que foi deferido. Os policiais deram cumprimento a prisão do autor o qual estava refugiado na casa de sua mãe no bairro Serraria, em Plácido de Castro, desde o dia seguinte ao crime.

Em depoimento ao delegado o criminoso confessou ter matado o professor e chegou a dizer que matou José em legítima defesa após uma discussão. Disse ainda, que já conhecia o professor José Augusto há um ano e negou ter relação sexual com ele.

Raimundo está a disposição da justiça e será encaminhado em breve ao presídio Francisco de Oliveira Conde.

  • Por David Sahid, do AC24horas.