Justiça Eleitoral conclui o recadastramento biométrico dos eleitores acreanos

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) concluiu no último sábado, 29, a última etapa do recadastramento biométrico obrigatório iniciada neste ano. Com 87,92% de eleitores cadastrados, Marechal Thaumaturgo foi o último dos municípios a totalizar a biometria no Estado. O Acre é o 11º estado brasileiro a concluir esse procedimento.

O percentual de comparecimento foi bastante positivo, alcançando acima de 80% em todos os municípios. A presidente do Tribunal, desembargadora Regina Ferrari, enfatiza, com agradecimentos, o empenho dos juízes e servidores, que não mediram esforços para alcançar os resultados planejados, inclusive, com os atendimentos itinerantes em comunidades isoladas, buscando parcerias com os órgãos públicos e privados.

“Esse resultado somente foi possível graças ao empenho de todos, dos juízes, dos servidores da secretaria e das zonas eleitorais envolvidas, bem como do apoio das prefeituras locais. O apoio de todos foi fundamental para mais essa vitória da democracia”, ressalta a presidente.

Índices alcançados:

Sena Madureira – 82,13%; Feijó –  88,50%; Jordão –  89,23%; Mâncio Lima – 90,83%; Manoel Urbano – 86,98%; Marechal Thaumaturgo – 87,92%; Porto Walter 89,74%; Rodrigues Alves 86,16%; Santa Rosa do Purus – 87,43% e Tarauacá – 86,94%. O Acre junta-se aos estados de Alagoas, Amapá, Goiás, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe, Tocantins e o Distrito Federal, com todo o eleitorado revisado biometricamente.

Com a conclusão da atividade, a identificação de todos os eleitores acreanos nas Eleições de 2020 será integralmente por meio da identificação digital, o que fortalece a segurança do processo eleitoral, tendo em vista que todas as digitais coletadas pela Justiça Eleitoral são comparadas com as existentes no banco de dados (cadastro eleitoral), o que evita que o mesmo eleitor tenha mais de um título e possa votar mais de uma vez.

O cronograma de recadastramento iniciou-se no dia 25 de fevereiro, em Sena Madureira, seguido dos municípios de Feijó, Tarauacá, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo, Rodrigues Alves, Santa Rosa do Purus, Jordão e Porto Walter.

A coleta de dados biométricos dos eleitores, neste estado, iniciou-se, ainda em 2009, com as revisões de eleitorado com cadastramento biométrico obrigatório nos Municípios de Bujari e Assis Brasil. A seguir foi implantada a biometria no atendimento ordinário, no Município de Xapuri. A partir de então, outros municípios foram sendo inseridos nessa rotina, que alcançou grande avanço, quando implementados, gradativamente, os recadastramentos obrigatórios.

Consequências

Os eleitores que não compareceram à revisão terão seus títulos cancelados. Contudo, poderão, ainda, se regularizar no atendimento ordinário junto ao cartório eleitoral local, levando um documento com fotografia, CPF e comprovante de endereço, até o dia 6 de maio de 2020. Caso não se regularizem, estarão impedidos de votar nas próximas eleições.
Da Assessoria