Marinha abre vagas para níveis superior e fundamental

Estão abertas inscrições para os concursos de Capelão Naval (CAPNAV) e do Colégio Navel (CN) da Marinha do Brasil. Os interessados às vagas para Capelão Naval têm até o dia 20 de maio para realizar a inscrição. Já quem pretende ingressar no Colégio Naval, que está ofertando 190 vagas, deve se inscrever até o dia 29 de maio.

COMO PARTICIPAR 

As inscrições são feitas pelo site do Ingresso na Marinha ou pelo Posto de Inscrição das 08h30 às 16h. A taxa de inscrição do CAPNAV é de R$ 126 e o do CN está no valor de R$ 105. A isenção da taxa pode ser pedida por aquele que pertence à família inscrita no CadÚnico, do Governo Federal, com renda familiar inferior ou igual a meio salário-mínimo.

REMUNERAÇÃO

O aluno do Colégio Naval, durante o curso, recebe bolsa-auxílio de cerca de mil reais. O aprovado para o CAPNAV, depois do Curso de Formação, ocupa o Posto de Primeiro-Tenente recebendo rendimentos de cerca de R$ 11 mil.

REQUISITOS

O CAPNAV é o concurso para Padres e Pastores, destinado a ambos os sexos, quando a religião permitir. Esses candidatos devem ter mais de 30 e menos de 41 anos, no dia 1° de janeiro de 2020, possuir, pelo menos, três anos no exercício de atividades pastorais e ter concluído o curso de formação teológica de nível universitário, reconhecido pela autoridade eclesiástica de sua religião. Os candidatos precisam estar em dia com as obrigações civis e militares.

O Colégio Naval é o concurso para rapazes com 15 anos completos e menos de 18, no dia 1° de janeiro de 2020, e que tenham o ensino fundamental completo, além de estar em dia com as obrigações civis e militares.

SELEÇÃO

A prova do CN tem previsão para ser realizada na primeira quinzena de agosto, de acordo com o edital. Os candidatos serão submetidos à prova escrita objetiva, que serão realizadas em dois dias seguidos. No primeiro dia é aplicado prova de matemática e de inglês. Já no segundo dia, os candidatos realizarão provas de Português, Estudos Sociais, Ciências e Redação.

Aqueles que passarem na prova realizarão os testes complementares, que são formados por: inspeção de saúde, teste de aptidão física (corrida e natação), avaliação psicológica, verificação de documentos e o procedimento de heteroidentificação complementar à autodeclaração.

Já para o concurso do CAPNAV, os candidatos realizarão prova escrita objetiva de conhecimentos profissionais e redação. Os aprovados farão os eventos complementares. São eles: verificação de dados biográficos, inspeção de saúde, teste de aptidão física, verificação de documentos e prova de títulos. A prova do CAPNAV tem previsão para ser realizada na 2° quinzena de julho, de acordo com o edital.

Haverá atendimento em unidades instaladas no Rio de Janeiro/RJ, Angra dos Reis/RJ, Nova Friburgo/RJ, São Pedro da Aldeia/RJ, Vila Velha/ES, Salvador/BA, Natal/RN, Olinda/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, Santana/AP, Parnaíba/PI, Santarém/PA, São Luís/MA, Rio Grande/RS, Porto Alegre/RS, Paranaguá/PR, Florianópolis/SC, Ladário/MS, Brasília/DF, Santos/SP, São Paulo/SP e Manaus/AM.

SOBRE O CURSO (CN) E O CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS (CAPNAV) 

O Colégio Naval é um estabelecimento de ensino da Marinha, localizado em Angra dos Reis, Rio de Janeiro, onde são ministrados o ensino básico em nível médio e a formação militar-naval. Os alunos estudam em regime de internato pelo período de três anos letivos.  O curso é gratuito e os alunos têm direito a alimentação, uniforme, assistências médico-odontológica, psicológica, social, religiosa e bolsa-auxílio de cerca de um mil. O curso é denominado “Curso de Preparação de Aspirantes”, e destinado ao preparo intelectual e físico do aluno visando uma futura seleção para o ingresso na Escola Naval.

O candidato aprovado realizará o Curso de Formação de Oficiais, no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), na cidade do Rio de Janeiro. O Curso terá a duração de, aproximadamente, 31 semanas. Ao final é nomeado Primeiro-Tenente com rendimentos de cerca de R$ 11 mil, além de diversos benefícios, como ajuda para aquisição de uniformes, alimentação no local, assistência médico-hospitalar, entre outros.

(Com informações da Marinha do Brasil)