“Meu partido se chama Gladson Cameli e nossa causa é o Acre”, diz Nicolau Júnior

“Desde que me entendo por gente que acompanho o governador Gladson Cameli na política e sei do amor que ele tem pelo Acre. O meu partido é ele e nossa causa é o Acre, é o bem-estar do nosso povo”. Com essas palavras o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nicolau Junior (Progressistas) disse que está trabalhando para unificar a base de apoio ao governador através do intenso diálogo, do respeito e da transparência. “Sou presidente da Mesa Diretora, mas também deputado, voto com o governo e quero ajudar o Acre a ter dias melhores superando suas dificuldades”, afirmou.

Crise política entre o governo e a base na Aleac

Para Nicolau Júnior, é natural no processo político as divergências, os desentendimentos, mas, também, o diálogo, o respeito, a busca pelo equilíbrio para que a população não sofra as consequências. Ele revelou que já vem trabalhando para melhorar as discussões da base com o Palácio Rio Branco. “Nós, deputados, temos responsabilidade com a governabilidade do Acre que está acima de questões pessoais ou políticas. A população nos cobra responsabilidades de melhorar a Saúde, a Segurança, a Educação, a produção agropecuária e a melhoria dos serviços públicos”, lembrou, acentuando que todos que ganharam a eleição com Gladson Cameli terão que prestar contas com o povo em 2022.

Ida do governador Gladson Cameli para o PSDB

O convite da direção nacional tucana para que Gladson Cameli se filie ao PSDB, para o presidente da Aleac, não é surpresa nenhuma porque ter ele como membro de um partido de expressão é muito bom. Sobre acompanhar o governador no voo para o ninho tucano, Nicolau disse que esse momento é de avaliar toda a situação, mas que seu partido sempre foi o Gladson que o acompanha desde que iniciou na vida pública. “O futuro dirá o que vamos fazer, se for para o bem e para o desenvolvimento do Acre o governador está correto em trilhar um novo caminho”, observou. Porém, no momento, Nicolau afirmou que prefere acompanhar os desdobramentos não se manifestando se deixa ou não o Progressista.

Tchê deve permanecer na liderança

Sobre a permanência do deputado Luís Tchê (PDT) na liderança do governo no parlamento, o presidente da Assembleia Legislativa disse ser fundamental para o bom andamento do processo. “Numa crise todos saem desgastados, o governo, os deputados, o líder, sobra até para a oposição, mas no momento seguinte o jogo vira, a realidade muda e tudo começa a melhorar através do diálogo. Entende que a articulação do governo precisa melhorar e o líder ter maior poder de decisão no seu campo específico de atuação. “O líder é a voz do governador na Assembleia, mas, também, a voz dos deputados junto ao governo, precisa ser ouvido e respeitado”, disse Nicolau.

Por AC24horas.