Modelo acreana denuncia ataque racista no Facebook

Uma ocorrência policial motivada por crime racismo foi registrada na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher – DEAM, pela modelo Ediene Caetano, de 21 anos de idade, eleita a Miss Beleza Negra no estado no ano de 2016. De acordo com a denuncia, a modelo foi ataque de ofensas racistas por internautas em comentários registrados em uma página no Facebook, isso, após ser publicado um ensaio sensual onde ela com oito meses de gravidez realiza um nu artístico.

Entre os cometários foi encontrado postagens criminosas como “Sou obrigado a achar negra dos cabelos de bucha uma lindeza!!”; “Que mulher horrível”, além de outros insultos. A modelo também impetrou uma ação criminal contra o responsável pelas ofensas.

Alguns internautas ainda partiram em defesa do Miss, porém mais injurias foram registras, “preconceito não, pós-conceito! É feia igual a você”, disse o acusado de ofensa em resposta à um internauta que defendia a modelo.

Sobre o ensaio, que foi registrado pelo fotógrafo Assis Lima, Ediene afirmou que a proposta era mostrar a importância das pessoas se aceitarem da forma como são. Uma crítica à severa imposição de conceitos que muitas vezes são empurrados na população.

O caso agora segue sob a competência da Polícia Civil e do Poder Judiciário do estado do Acre.