Moradores fazem protesto na Estrada do Lixão em Cruzeiro do Sul e reivindicam melhorias

Os moradores da Estrada do Lixão, no bairro São José, realizaram nesta quarta-feira, 22, um protesto reivindicando melhorias de infraestrutura. De acordo com os manifestantes, falta água na comunidade e as vias estão completamente danificadas.

“A gente está aqui há quatro anos, desde a época do Vagner Sales que removeu as famílias do Telégrafo e trouxe para cá com a promessa de que teríamos condições decente de moradia. Mas, não foi isso que aconteceu. Aqui falta água. Sem falar nesse lixão, montado na entrada do bairro, onde tem o fluxo de muitos caminhões, que se tornam um perigo às nossas crianças”, salientou o representante da comunidade, Francisco Pinho.

Os manifestantes reivindicam ações do poder público para que as ruas sejam pavimentadas, viabilizando a trafegabilidade no local.

Segundo Maria Francisca, 51 anos, a lama tem dificultado a vida dos comunitários. “Para ir para escola, meus filhos precisam enfrentar a lama. A gente não aguenta mais viver nessa situação, que piorou muito com a construção do lixão, que contaminou as nossas cacimbas”, afirmou.

Segundo os moradores, a via só vai ser liberada após a chegada do maquinário de trabalho para pavimentação do local. De acordo com o secretário de Articulação da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, Marivaldo Figueiredo, a gestão vai iniciar os trabalhos no dia 17 de junho.

“Ouvimos todas as reivindicações e vamos levá-las ao prefeito Ilderlei, que deu sua palavra de que até o 17 as obras de infraestrutura no Lixão serão iniciadas”, frisou o secretário.