Mutirão odontológico é realizado em presídio de Rio Branco

O governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), realizou nesta sexta-feira, 12, um mutirão de atendimento odontológico no Complexo Penitenciário de Rio Branco. No local, mais de 60 presos foram atendidos por uma equipe de seis odontólogos e dois técnicos de saúde bucal.

A ação visa garantir o que preconiza o artigo 10 da Lei de Execução Penal, que estabelece a assistência aos reeducandos. “A assistência ao preso e ao internado é dever do Estado, objetivando prevenir o crime e orientar o retorno à convivência em sociedade”, diz o texto da Lei.

A coordenadora da Unidade de Saúde do Complexo Penitenciário, Iones Moraes, explicou que o foco do mutirão foi a realização de procedimentos de extração, destinados, neste primeiro momento, aos presos da Unidade de Regime Fechado. “Nós tivemos essa preocupação em prestar esse atendimento específico, pois há uma demanda muito alta de reeducandos que solicitam o procedimento de extração”, afirmou.

De acordo com a gerente de Saúde, Ingrid Kariny Suárez, o mutirão auxilia no atendimento de saúde que já é desenvolvido pelo Iapen. “Embora tenhamos três equipes de saúde que atuam dentro do Complexo, a população carcerária é muito alta pois nós temos quase 4 mil presos. Diariamente mais de 200 atendimentos são realizados em várias especialidades”, ressaltou.

Suárez destacou, ainda, que além do mutirão odontológico, outras ações de saúde estão sendo planejadas no âmbito do sistema penitenciário em parceria com a Sesacre. “A ideia é que esse mutirão vire rotina e outras especialidades médicas sejam disponibilizadas nessa modalidade, inserindo, inclusive, a realização de exames, o que evita o deslocamento de presos a rede externa de saúde”, concluiu.

Por Elenilson Oliveira – Secom