Neném Almeida diz que a população é mal informada e lota agências bancárias

O deputado Neném Almeida questionou a presença de populares nas agências bancárias, e fez um “apelo” para que o governador Gladson Cameli mande fechar as unidades bancárias que continuam abertas mesmo com o surto da Covid-19 já confirmando casos em solo acreano.

Segundo o parlamentar, “as agências estão ficando lotadas, muitas vezes, porque a população é mal informada. Precisamos urgentemente fechar as agências de todo o estado. O bancário é aquele pai de família que, não importa o que aconteça, precisa estar no banco todo dia”, pontua o parlamentar.

Neném comentou acerca dos riscos tanto para os trabalhadores, como também para os clientes, que acabam ficando ainda mais expostos aos riscos impostos pelo novo coronavírus. “Hoje, aqui no estado do Acre, não existe um metro quadrado onde se reúne mais pessoas, que não seja as agências bancárias”, completou.

Os deputados estaduais se reuniram nesta sexta-feira, dia 20, em sessão extraordinária fechada, por convocação do presidente da Casa, Nicolau Júnior. O curioso foi ver todos os parlamentares usando máscaras, mesmo que a orientação é a de que só se use esse tipo de material em caso de estar doente.

Em sessão extraordinária, os parlamentarem vão analisar o pedido de Estado de Calamidade feito pelo governador Gladson Cameli, na última quinta-feira, dia 19, em razão do surto da Covid-19, causada pelo novo coronavírus. Se aprovada, a proposta valerá até o dia 31 de dezembro, beneficiando as ações emergências do governo estadual.

Na pauta da sessão, os deputados também vão decidir de aprovam ou não os projetos de lei que visam a proibição, por 90 dias, do corte de serviços de água e energia elétrica e ainda outra proposta que prevê a obrigatoriedade de realização de exames e de colocação de pacientes em quarentena no âmbito do estado.

João Renato Jácome, do Notícias da Hora

loading...