Preços exorbitantes da Gol isolam Vale do Juruá por via aérea

Por Nelson Liano Jr.

Os preços das passagens da Gol Linhas Aéreas entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco desde abril estão girando em torno de mais ou menos R$ 2 mil, ida e volta. No entanto, em alguns dias, podem ultrapassar os R$ 3 mil. Tudo isso com o silêncio do Governo do Estado e também da Bancada Federal Acreana, deputados federais e senadores, que parecem não ter conhecimento da realidade. A situação está causando transtornos e praticamente isolando o Vale do Juruá por via aérea.

Os voos são essenciais para o desenvolvimento e a integração do Acre. Garantem o direito de ir e vir dos cidadãos e abrem caminhos para os negócios entre os municípios. Mas quem é que pode pagar por um trecho de 50 minutos de voo o mesmo valor de uma passagem internacional?  E tem mais, qual empresa de outro estado irá se instalar por aqui levando em consideração as altas tarifas aéreas e os péssimos serviços de energia elétrica disponíveis?

Questão política

Essa questão da ligação aérea de Cruzeiro do Sul com o Rio Branco e do Acre com o resto do país é política. É preciso que sejam tomadas medidas urgentes para mudar essa situação. Se a Gol não tem interesse em operar mais nesse trecho que alguém providencie urgente o convite para uma outra companhia.

Segundo um agente de viagem que conversei, e preferiu não se identificar por ter contrato com a Gol, a empresa parece não ter mais interesse em vender passagens no trecho Cruzeiro-Rio Branco. Para se ter uma ideia, quem for comprar uma ida para Capital em dezembro vai pagar mais de R$ 2 mil. Ele explica que tem a impressão de que a Gol descobriu novas rotas mais lucrativas com a saída da Avianca do mercado. Assim pode estar fazendo um “jogo” para tornar a linha para o interior do Acre deficitária para justificar a sua saída.   

Parceria

Numa recente matéria no Jornal Valor Econômico, a Gol anunciou a parceria com a empresa MAP Linhas Aéreas para operar os voos na região Norte. Mas as rotas do Acre e de Rondônia não constam desse plano. É preciso que a Bancada Federal e o Governo do Acre cobrem imediatamente uma posição da empresa. O que não pode são os aviões voarem vazios por conta de tarifas exorbitantes totalmente fora da realidade. Enquanto a população é prejudicada a espera das decisões comerciais da Gol Linhas Aéreas.

Viagem aérea no Acre não é um luxo, mas uma necessidade. Existem muitas situações em que as pessoas precisam se deslocar com urgência entre Cruzeiro e Rio Branco. Sejam questões de saúde, familiares, sociais ou empresariais. E o preço se tornou proibitivo para que as pessoas tenham acesso aos serviços aéreos da Gol. Isso tem que ser resolvido com urgência.

Prejuízo

O fato é que enquanto as prefeituras e o próprio Governo estadual fazem planos de incrementar o turismo no Acre os preços das passagens aéreas se tornam um obstáculo instransponível. Os voos do Sul e Sudeste do Brasil para o Estado são muito mais caros do que para qualquer lugar da Europa ou da América do Norte.

Não podemos simplesmente assistir os interesses comerciais se sobrepondo às necessidades sociais dos acreanos. É preciso uma ação urgente e eficaz para retomar a normalidade dos serviços aéreos e dos preços que sejam acessíveis à população.

Nelson Liano Jr.

Secretário de Comunicação

Prefeitura de Cruzeiro do Sul