Rodrigo Forneck defende investimentos no ensino público superior

Defensor da Cultura e Educação, o vereador do PT, Rodrigo Forneck, se manifestou contra a decisão do governo de reduzir em 30% o orçamento das instituições federais. Na Universidade Federal do Acre (Ufac), a medida resulta na perda de R$ 15 milhões em investimentos, enquanto no Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifac), o corte representa a redução de R$ 5,8 milhões.

“Estamos vendo uma ação do governo federal, muito bem orquestrada, para sucatear de vez a educação pública no Brasil. O plano é esse: eles deixam de fortalecer o ensino público e potencializam o privado, para que cresça e protagonize no país”, endossou o parlamentar durante a sessão desta quinta-feira, 9.

Rodrigo, que é presidente da Comissão de Cultura no Parlamento Municipal, tem se posicionado contra todos os retrocessos sociais. “Primeiro eles querem precarizar, tornar o ensino público fraco, colocando em cheque o conteúdo, cursos e métodos de ensino das universidades federais. Em seguida, cortam recurso e investimentos para que, de fato, os resultados caiam e, paralelamente, o ensino privado entre em ascensão”, destacou.

Segundo o vereador, o governo federal atua na defesa de interesses particulares de empresários, sacrificando os direitos da população, a exemplo da proposta de Reforma da Previdência do presidente Jair Bolsonaro, que usurpa os direitos trabalhistas e beneficia os mais ricos.

Durante a audiência pública sobre a Reforma da Previdência, promovida Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Rodrigo sugeriu que uma outra reunião fosse realizada, desta vez, com a presença dos parlamentares federais do Acre. “Os acreanos precisam saber a quem seus representantes, eleitos pelo voto, servem: se ao povo ou não. Os deputados federais e senadores precisam olhar nos olhos dos trabalhadores para discutir essa reforma”, declarou.

Ascom Ver. Rodrigo Forneck