Rodrigo Forneck denuncia fraude em julgamento do Lula e pede anulação do processo

O vereador do PT de Rio Branco, Rodrigo Forneck, denunciou na tribuna nesta terça-feira, 11, a atuação ilícita entre o ex-juiz Sérgio Moro e o promotor federal Deltan Dallagnol para prejudicar o ex-presidente Lula.

Para o petista, as provas apresentadas pelo The Intercept não deixam dúvidas de que houve fraude no julgamento e, por isso, o processo dever ser anulado.

“Estamos diante de uma das maiores fraudes processuais da história do Brasil e o mais grave disso tudo é que o ministro Sérgio Moro não desmentiu nada. Esse processo é cheio de vícios e deve ser anulado. Se ainda tiver alguma acusação contra o ex-presidente Lula, que ele passe por um julgamento legítimo”, endossou Rodrigo.

No último domingo, 9, o jornal The Intercept apresentou trechos de mensagens entre o então juiz Sérgio Moro e procuradores da Lava Jato, como Deltan Dallagnol, nas quais eles definiam estratégias sobre os rumos de processos judiciais que levaram, entre outras pessoas, o ex-presidente Lula à cadeia.

Diante do caso, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Colégio de Presidentes de Seccionais pediram que o ministro Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, ‘peçam afastamento dos cargos públicos que ocupam, especialmente para que as investigações corram sem qualquer suspeita.

Para Forneck, “o julgamento do ex-presidente Lula foi uma cena de teatro. Hoje, todo o Brasil tem certeza de que o Lula é um preso político”, ressaltou.

Ascom Ver. Rodrigo Forneck