Saúde confirma dois casos de gripe H1N1 em Cruzeiro do Sul no primeiro semestre 2019

De 14 casos notificados de gripe H1N1 em Cruzeiro do Sul no primeiro semestre de 2019, dois foram confirmados como positivos pela Secretaria Municipal de Saúde. Outros 03 registros foram descartados, não sendo incluídos nem mesmo no sistema por falta de critérios, um foi importado de Porto Walter e as outras 10 notificações foram de Cruzeiro do Sul.

De acordo com o coordenador de vigilância epidemiológica, Nicolau Abdalah, mesmo com os dois casos confirmados em Cruzeiro do Sul o vírus não passou pela cidade.

“Isso porque veio uma pessoa de Manaus, onde estava tendo esse surto, e ele infectou essas duas jovens no carnaval de Mâncio Lima. Elas foram tratadas, acompanhadas e já estão bem”, relatou o coordeandor.

Segundo o coordenador, essa gripe identificada como Síndrome Respiratória Aguda Grave é diferenciada das demais.

“O paciente que sente falta de ar, dor de cabeça, calafrios constantes, deve ir até o Hospital do Juruá, e o médico vai diagnosticar como síndrome respiratória aguda grave, vai fazer a coleta de swab, encaminhada ao IAC (Instituto de Análises Clínicas), para fazer a análise e o paciente já vai tomar o retroviral”, explicou

A imunização é primordial para prevenir a doença. Na última campanha mais de 100% da população prioritária foi vacinada e em seguida liberadas doses para população em geral. Segundo Abdalah, o período sazonal está chegando ao fim, no entanto é orientado às pessoas que sentirem os sintomas, que procurem as unidades de saúde.