Sem greve, Edvaldo diz que Gladson é assim: “se manifestar, polícia. Se grevar, justiça”

Após a justiça do Acre acatar o pedido do governo do Acre para declarar ilegal o indicativo de greve dos trabalhadores da educação após a aprovação da Reforma da Previdência, o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) sugeriu que o sindicato ingressa com uma ação contra a votação da PEC.

“O sindicato agora, mais do que nunca, precisa entrar com ação contra a votação da PEC da Reforma. Feriu flagrantemente o processo legislativo. E pedir do Judiciário a mesma atenção e agilidade”, disse o parlamentar o comunista.

Sobre a decisão do governo, Magalhães afirmou que o governador Gladson Cameli tem um jeito belicoso de tratar os trabalhadores: “se manifestar, polícia. Se grevar, justiça”, alfinetou.

  • Com informações do AC24horas.