Senador Petecão contrai bactéria no organismo e vai parar no hospital em Brasília

As constantes andanças do senador Sérgio Petecão (PSD-AC) pelos grotões do Acre podem custar caro ao organismo do parlamentar: ele acaba de ser liberado de um hospital em Brasília no qual passou três dias internado com problemas de saúde que foram desde à desidratação quase completa às alterações de taxas que foram capazes de assombrar o serviço médico do Senado, em cujo plenário passou mal e foi socorrido às pressas.

“Quando dei por mim, estava numa ambulância e sendo levado para o hospital”, disse, de Brasília, o senador em telefonemas a amigos em Rio Branco, ao anunciar que, após o susto, já está bem e em casa, mas ainda em tratamento. O senador revelou que só foi liberado pelo serviço médico para ir para casa sob o compromisso de sua esposa, ex-deputada federal Marfisa Galvão, de continuar o tratamento sob o acompanhamento de enfermeiros. A primeira suplente do senador é a ex-deputada Maria das Vitórias (PP).

Sérgio Petecão contraiu uma bactéria cujo nome não foi revelado, que lhe causou uma infecção intestinal, durante uma visita a um seringal do interior do Acre. Nessas visitas, o senador é acostumado a comer dos mesmos alimentos da dieta dos membros das comunidades que costuma visitar, cuja proteína vai desde à carne de macaco, jacaré, jabutis e outros animais.

Disse que, sentiu-se um tanto mal quando deixava o Acre, na segunda-feira passada (2), após visitas ao interior do Acre. Chegou em Brasília e foi direto para o Senado, trabalhar, onde passou mal. Os males, além de calafrios, febres, eram constantes dores abdominais e diarreia constantes. “Não sei o que me fez mal. Só sei que nunca caguei tanto na minha vida”, disse o senador, em tom de gozação, no já conhecido estilo, ao relatar a um amigo como foram os três dias de sua internação. “Posso ficar sem cagar agora até 2020”, acrescentou.

Mas, como ressaltou o próprio senador, não há males que não tragam o bem: graças à diarreia, ele ficou dez quilos mais magro. “Quero me manter assim”, disse.