Vídeo: família contesta ação de PM que atirou à queima roupa e pisou na cabeça de suspeito rendido, em Jordão

O freteiro José Francisco, conhecido como Pantico, foi alvo de um disparo à queima roupa, por munição de borracha, durante uma bebedeira na praia de Jordão (AC), neste domingo. O rapaz, segundo testemunhas, estava apanhando de outros frequentadores e cobrou providências da polícia. Dois militares se aproximara e um deles efetuou o disparo (veja no vídeo abaixo) a curta distância. Familiares de Francisco, que estava na praia acompanhado da irmã menor, enviaram as imagens ao acjornal acreditando que os policiais foram truculentos, pois a vítima abriu os braços em sinal de rendição antes de ser alvejado. Após o tiro, Francisco, no chão e sem oferecer resistência, foi imobilizado por meios agressivos. Um dos PM´s pisou na cabeça do rapaz. Com um hematoma no rosto e a bala alojada na barriga, ele foi levado para o hospital e, em seguido, para uma cela da delegacia da cidade.   O delegado liberou o rapaz apenas para o exame de corpo de delido. Francisco vai permanecer preso. “Eu sei que meu irmão estava alterado, mas ele se rendeu quando viu os policiais e não resistiu. Não precisavam fazer aquilo. A barriga dele tem um buraco por causa da bala e foi preciso costurar. Tenho medo de não soltarem mais ele”, disse uma outra irmã.

Aconteceu q ele tinham ingerido bebida alcoólica e muita gente bateram nele a polícia não fez nadar ele se revoltou pq a polícia não fez nada mais no mesmo estante ele se rendeu como tá no vídeo não precisavam disso a polícia te feito isso q por mais que ele tivesse errado ele se rendeu como tá no video ele tá com minha irmã de menò a polícia fazer isso com ele ! Arrombaram os peitos dele com as borrachas ele foi até por hospital

Assista: