Rio Branco, Acre, 29 de setembro de 2020

Aos 33 anos, 15 na seleção de basquete, Nenê quer pódio no Rio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Símbolo da atual geração do basquete brasileiro, o pivô Nenê, de 33 anos, completou 15 de seleção. De 2001 para cá, o jogador disputou uma série de torneios mas nunca atingiu o objetivo que agora vê próximo: subir num pódio olímpico.

Ao Globoesporte.com, o gigante de 2,11 m diz que confia na geração da qual faz parte tendo em conta a bagagem dos jogadores, que começaram a jogar partidas internacionais desde muito cedo. “A motivação maior é por participar de uma Olimpíada, que é uma competição com uma magnitude tão grande que não tem como explicar. De saber que nossos netos e filhos irão contar essa história. Sabemos que temos possibilidade de medalha, porque nossa seleção jogou de igual para igual com qualquer time do mundo. Sabemos do nosso talento. É uma coisa que nos motiva”, afirmou.

“O que vai dizer é nossa preparação, nosso sistema tático, como vamos conviver. Eu sempre falo que é na quadra que define, na intensidade, no treino e no jogo. Vamos também precisar de sorte. Espero que o Senhor possa nos abençoar e que possamos pegar essa medalha que bateu na trave”, finalizou.

 

Com informações de globoesportes.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.