Rio Branco, Acre, 30 de outubro de 2020

‘Se nos acusarem, vão ter que acusar as empresas que trabalharam na BR 364’, diz Jorge Viana

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Em passagem pelo Vale do Juruá, o senador Jorge Viana (PT) concedeu entrevista exclusiva ao Juruá Em Tempo.  O senador prepara-se para uma viagem à China como parte do projeto de construção da ferrovia que pretende ligar os centros produtores de soja do país aos portos do pacífico no Peru. Jorge Viana falou sobre possíveis saídas para a crise política e sobre apresentação de um nome novo, Carla Brito, como candidata à prefeitura de Cruzeiro do Sul, como parte de um movimento pela renovação na política.

Juruá em Tempo: Essa ideia de uma ferrovia ligando ao Peru tem chances concretas de tornar-se realidade?

Trata-se de uma obra caríssima. O tipo da obra que só sai se for do interesse do governo chinês. Mas a China tem demonstrado interesse e deixou 10 milhões de dólares somente para estudos de infraestrutura entre Brasil, Argentina e Peru. O principal interesse da China é sair da dependência do canal do panamá. São mais de mil e duzentas carretas diárias de soja que chegam do Centro-Oeste para embarque no Madeira, em Porto Velho. Isso é inviável. Significa matança e destruição nas nossas estradas.

Mas ninguém está pensando nessa ferrovia só por conta do agronegócio

O agronegócio viabiliza, mas não é apenas agronegócio.

Precisamos pensar a Amazônia como a possibilidade da bioindústria. No próximos vinte anos 30% dos empregos gerados serão de atividades que ainda não existem hoje. Para isso fizemos a Lei da Biodiversidade, da valorização do conhecimento tradicional.

Fui Relator da lei de Ciência, Tecnologia e Inovação. Com essas duas ferramentas, a Amazônia tem que deixar de ser problema para se tornar um grande ativo econômico.

Não faço coro com a ideia da biopirataria. Isso foi um período e teve que ser denunciado mesmo. Mas esse tempo passou.

Como é que a Califórnia agora virou o sexto PIB do mundo se antes era um deserto? Levaram universidades, pesquisa, desenvolveram conhecimento e tecnologia.  Nós temos a biodiversidade, a riqueza que eles não tem: floresta, de onde pode vir o manejo e a pesquisa de fármacos. Quem disse que nós não podemos daqui a vinte anos ser o endereço dessa bioindústria? A lei nós já temos.’

‘Hoje vendemos soja a 0,23 centavos o dólar. A China vende para nós 1 kg de plantas medicinais por 41 dólares. Nós é que devíamos estar vendendo plantas medicinais.’

Mas a gente fica nessa paranoia de biopirataria. Temos que conhecer a Amazônia e transformar o conhecimento, em negócio. É melhor achar um jeito adequado de explorar, melhor do que do jeito que tem sido explorado.

Juruá Em Tempo: Não é complicado falar de ferrovia, quando a BR 364 está passando por sérios problemas, inclusive enfrentando acusações de desvios e superfaturamento? A ferrovia é uma ideia para substituir a BR?

Vamos ter problemas a vida inteira com a BR 364. A opção rodoviária que o Brasil fez na década de 50 foi um erro para um país continental. No centro sul  funciona bem, mas e na Amazônia? Vamos ter que carregar esse fardo, porque a BR 364 é necessária, mas sempre vai custar muito dinheiro.

‘É hipocrisia transformar isso em moeda política. Se nos acusarem vão ter que acusar as empresas que trabalharam na BR. O Orleir é culpado? O pai do Gladson é culpado? Como podem nos acusar? Foram eles quem ganharam a licitação. Eles roubaram? Ganharam licitação com o governo Binho. Ganharam agora com Tião. Executaram. Eles desviaram então?’

Confira o áudio:

 

 

br-364-tarauacá-cruzeiro-do-sul

BR 364, entre Cruzeiro do Sul e Tarauacá. Nos meses de inverno. As condições de tráfego melhoraram desde então, mas embora não sejam mais críticas, ainda continuam precárias.

‘O problema é que não importa qual empresa faça. O Orleir fez um pedaço entre Tarauaca e Cruzeiro do Sul , que teve de ser refeito cinco vezes. Esse trecho até o Liberdade, quantas vezes?’

Não tem outra solução, sempre estaremos gastando muito dinheiro para a manutenção dela.

Tião trabalhou para garantir recursos. Temer agora prometeu os mesmo recursos que já tinham sido prometidos pela Dilma. Não tem nada de novo.

Se esta estrada ficar dois anos sem manutenção, ela fecha. Nos não podemos deixar de fazer investimentos pesados. E também controle de peso. Tem que ter isso. Porque é um lugar horrível para se ter uma rodovia. Tem trechos muito ruins e outros um pouco melhores. A pista do aeroporto de Cruzeiro do Sul, por exemplo, não tem um buraco, é uma jazida de solo favorável. Já a de Rio Branco fica no meio de uma tabatinga. Nunca parou de gastar dinheiro ali. Estão roubando? Estão gastando 100 milhões agora, para fazer dois quilômetros. E a daqui não abre buraco. Quem dera tivéssemos esse solo até Tarauacá.

Juruá Em Tempo: Vamos falar um pouco sobre o cenário nacional. Há possibilidade de Dilma voltar?

Possibilidade há. Isso seria o legitimo. Precisamos de poucos votos temos 22 mais 6, 7 votos a gente consegue

dilma pedalada

O MPF decidiu que não houve crime nas chamadas ‘pedaladas fiscais’. Ainda assim, o julgamento no senado será político.

‘Há uma aliança camuflada entre setores da grande imprensa, partidos políticos, a elite empresarial. Querem a todo custo tirar o PT do governo.’

Esses são os intolerantes com a democracia. Na democracia você espera a próxima eleição para poder derrotar aqueles com quem você não concorda. Quem ganhou a eleição nas urnas está perdendo o mandato por maioria simples no senado.

A comissão só vai terminar em agosto e vai ser votado no plenário. Com a lava jato agindo forte contra corrupção existe a possibilidade do imponderável acontecer e mudar tudo . Quem pode entender como o Brasil vai estar até o final de agosto?

Juruá em Tempo: Essa decisão do MPF que afirma que não houve crime de responsabilidade, favorece a volta de Dilma?

Isso ajuda a demonstrar que do ponto de vista jurídico o impeachmeant é uma farsa. Agora, trata-se de uma ação política. É um precedente perigoso. Governo mal avaliado não é motivo para impeachmeant. O mais grave é que o PMDB e essas forças políticas que estão no poder foram responsáveis também por essa crise de governabilidade e pela má avaliação do governo Dilma.

‘Sem tirar a culpa do PT por este impasse do segundo mandato da Dilma, mas graças ao PMDB ela não conseguiu nem começar.  E agora esse pessoal se apropriou do governo que não era deles. E agora estão governando.’

Juruá Em Tempo: E quais seriam a saídas para o impasse?

A verdade é que esse modelo faliu. Ação da Lava Jato está fazendo um bom serviço. Estão mostrando que esse modelo está falido. Não salva ninguém. Todos os partidos estão envolvidos. Na parte de financiamento de campanha, todos estão com contas em aberto. Isso é diferente dos propineiros, desses que tomaram de conta do estado brasileiro e estavam cobrando propina para contrato, percentual para obra e etc. Uma coisa é conta para ajustar com a justiça eleitoral, outra coisa é corrupção institucionalizada, propina. E todos os partidos estão envolvidos: o PT tem cerca de 30, o PMDB  é o que mais tem e o PSDB está completamente desmoralizado. A única coisa que podemos fazer é dizer que este modelo faliu. Por esse lado é bom . Precisamos trazer de volta para a atividade política a palavra ética.Marina

‘Até mesmo a Marina teve seu nome citado. Descobriram que o avião que estava sendo usando pelo Eduardo Campos vinha sendo pago com dinheiro da campanha. É obvio que a Marina é honesta. Mas o dinheiro que pagava as contas vinha de onde?’

Não era culpa dela. Eu posso falar da minha campanha: 900 mil reais e eu prestei contas. Mas eu faço parte de um partido e de uma coligação e a ajuda que tenho que dar para todo mundo. Mas isso é eleição. Só que isso virou modus operandi. Qualquer contrato tinha que ter um percentual lá. Acho que isso se espalhou em muitos lugares. Veja essas prisões em Brasiléia. As pessoas estão privatizando a prefeitura. Transformando prefeitura em negócio.

Acho que ainda não caiu a ficha, acho que temos que chegar a conclusão que este modelo faliu.

Não posso acreditar que a solução para combater inclusive os erros que meu partido cometeu, seja botar o PMDB para governar. Logo o partido que é o sinônimo do fisiologismo.’

Agora está lá, o Michel Temer, distribuído ministérios para vinte partidos Eles não são pai para solução, são pai para o problema.

Defendo claramente a convocação de uma constituinte exclusiva, onde quem for fazer parte não pode ser candidato a mais nada. Para poder fazer as regras novas e acabar com essa farra de partido e fisiologismo. Precisamos de regras mais rígidas de financiamento de campanha.

E eu defendo também uma consulta popular sobre novas eleições. Plebiscito. E uma nova governança do Brasil para estabelecer transparência e honestidade nos contratos que envolvam empresas privadas e dinheiro público.

Juruá Em Tempo: Vamos falar um pouco sobre a política local. Rio Branco já teve a experiência de inovar na política trazendo nomes como Marcos Alexandre, Binho Marques, mesmo o seu na primeira eleição para prefeito. Em Cruzeiro do Sul, o novo ainda é ‘novidade’, ou seja, uma experiência inédita para a cidade. Nesse sentido, o que você pensa que pode significar a candidatura de Carla Brito à prefeitura?

Carla Brito

‘A candidatura que estamos oferecendo, da Carla é uma novidade, é uma contribuição com o novo’

A atividade política não está apenas judicializada, mas criminalizada. Mas não é sem razão. Temos que trabalhar para mudar isso. Para isso temos que fazer uma mudança radical.

‘Não podemos querer mais do mesmo. Isso seria uma afronta para a sociedade. Eu acho que as candidaturas postas por aqueles que se dizem os donos dos votos de Cruzeiro do Sul, com todo respeito, são apenas mais o mesmo.’

A candidatura que estamos oferecendo, da Carla é uma novidade, é uma contribuição com o novo. Marcos Alexandre hoje é um dos melhores prefeitos. Nunca tinha sido candidato a nada. E hoje está dando show. Espero que a população tenha coragem de experimentar o novo. É ousado fazer isso, mas é uma ousadia que pode ajudar a fazer essa mudança na política.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.