Rio Branco, Acre, 20 de janeiro de 2021

Silvio Santos rejeitou R$ 200 milhões de igrejas por horário no SBT

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Dono do SBT, que completa neste sábado (20), 35 anos de existência, Silvio Santos não pensa apenas em dinheiro. O empresário chegou a receber propostas de vender horários na emissora para igrejas, que pretendiam exibir conteúdo religioso na programação, mas rejeitou todas.

De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, há quatro anos, a Igreja Mundial, concorrente direta da Igreja Universal, chegou a tentar comprar as madrugadas do SBT por um valor estimado em R$ 200 milhões anuais, e muitos na direção defenderam essa ideia.

Isso porque seriam R$ 200 milhões líquidos para os cofres do SBT, sem custos. No entanto, Silvio não aceitou a proposta, assim como também não aceitou a mesma proposta da Universal, do bispo Edir Macedo, que tentou ocupar suas madrugadas anos antes.

Silvio, apesar de ser judeu praticante, é proprietário da única emissora na TV aberta a não exibir conteúdo religioso. Até mesmo a Globo e TV Cultura exibem algum tipo de programação religiosa e proselitista, a Santa Missa do Padre Marcelo ou a Missa de Aparecida.

Já Band, Record, Gazeta e RedeTV vendem fartos períodos de suas grades para igrejas evangélicas das mais variadas denominações, por valores que variam de médias de R$ 20 milhões (Gazeta), R$ 150 milhões (Band), a R$ 550 milhões anuais (Record).

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.