Rio Branco, Acre, 27 de novembro de 2020

Governo e instituições demonstram união em ações contra a criminalidade

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Em entrevista coletiva na Casa Civil na tarde desta segunda-feira, 22, o governador Tião Viana e os chefes do Ministério Público, Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça do Acre, junto com as polícias do Estado e da União, reafirmaram um pacto de ações integradas contra o crime que se insurgiu contra as forças do Estado, na semana passada.

Além dos representantes dos quatro poderes, estiveram presentes membros do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) do governo do Estado, da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O governador Tião Viana agradeceu a parceria no momento delicado para a segurança pública e ressaltou: “Estamos num momento em que o Estado confirmou perante a sociedade a sua autoridade constitucional, a responsabilidade na defesa e obediência às leis e a afirmação de que o único caminho que pode ser seguido por todos é um caminho de paz e responsabilidade individual e coletiva. O Estado não vai se curvar ou negociar com bandidos”, disse.

O anúncio ocorre após uma significativa redução nos casos de atentados ao patrimônio, durante o último fim de semana. Em uma ação conjunta envolvendo as polícias Civil, Militar e PRF, cerca de 300 homens patrulharam todo o perímetro urbano em busca de prender suspeitos e evitar novos atentados. Só entre sábado e domingo, 12 pessoas foram presas.

Agora, o governo do Estado anuncia a contratação imediata de mais 220 profissionais para atuarem no sistema prisional. São 150 vagas para o cargo de agente penitenciário, que se somarão aos 70 militares da reserva que foram convocados para atuar dentro dos presídios da capital e do interior. As inscrições podem ser feitas até as 14 horas de terça-feira, 23, no auditório da Polícia Civil, localizado na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco. A medida faz parte do planejamento da Segurança Pública de combate à criminalidade.

Operação integrada

Cada instituição parceira tem feito todo o possível, e dentro das atribuições legais, para contribuir junto ao Estado. O Tribunal de Justiça, por exemplo, tem mantido juízes de plantão, atendendo as demandas que assim surgem.

A presidente do TJ-AC, desembargadora Cezarinete Angelim, disse que em momentos como este a parceria institucional se fortalece mais ainda. “Parabenizo o Estado do Acre, que tomou as medidas necessárias para o restabelecimento da paz. O Poder Judiciário tem atentamente acompanhado as ações, e nossos juízes criminais agiram ativamente esses dias decretando prisões.”

O procurador-geral de Justiça do MPAC, Oswaldo D’Albuquerque, completou: “Ao Ministério Público compete a defesa da ordem jurídica e do estado democrático de direito. Jamais vamos transigir com bandidos. Reforçamos nosso Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado [Gaeco], que está de plantão 24 horas para atuar conjuntamente com as forças de segurança pública”.

Ainda no tom de união institucional, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ney Amorim, confirmou a presença do Poder Legislativo à disposição do Estado pela segurança pública. “Neste momento, a união de todos é extremamente importante para garantir a segurança das pessoas no nosso Acre, provando que quem está organizado é o Estado. Por isso, eu parabenizo as forças policiais, por fazer o enfrentamento e colocar as pessoas que realizam atentados na cadeia.”

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.