Rio Branco, Acre, 24 de janeiro de 2021

Indígena mata diarista com facada e diz estar arrependido

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O diarista Antônio Souza da Silva, de 31 anos, foi morto com golpes de faca por volta das 18h30 do domingo (4), na Vila do V, no município de Porto Acre. O jovem indígena Erivan Rodrigues Manchineri, de 18 anos, foi preso no mesmo dia sob suspeita pelo crime.

A mulher da vítima, que não quis se identificar, afirmou que estava na igreja quando recebeu a notícia da morte. Silva deixa, além da mulher, dois filhos de 1 e 4 anos. O corpo ainda aguarda liberação no Instituto Médico Legal.

Manchineri, suspeito pelo crime, também mora na Vila do V. Ele conta que tinha ido buscar a namorada quando Silva começou a acusá-lo de roubar uma televisão. A vítima teria batido nele. O jovem deve ser encaminhado para audiência de custódia.

“Eu consegui me soltar e corri. Entrei numa casa abandonada e tinha uma faca lá. Peguei, pulei a janela e sai. Ele veio atrás de mim, me agarrou e começou a me enforcar. Consegui me soltar e efetuei a facada nele. Estou arrependido”, diz.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.