No Acre, idoso que perdeu 65% dos pulmões vence a Covid-19 sem ir ao hospital

O idoso João Holsbach, 71 anos, morador do distrito de Nova Califórnia, Rondônia, distante cerca de 145 quilômetros de Rio Branco, surpreendeu familiares e moradores da pequena vila ao vencer a Covid-19 sem precisar ser internado em um hospital.

Apesar disso, a vitória é considerada mais do que uma surpresa, mas sim um verdadeiro milagre. Isto porque além da idade avançada, “Seu João” tem problemas pulmonares por causa do tabagismo, onde foi diagnosticado com enfisema pulmonar e teve que passar por cirurgia, perdendo cerca de 65% do funcionamento dos pulmões.

Na sexta-feira (26), João comemorou a sua recuperação da Covid-19 após passar 15 dias se tratando na casa de uma filha localizada na zona rural de Nova Califórnia.

João Holsbach conta que assim que soube que o novo coronavírus havia chegado ao Brasil, com o contágio mais evidente nas grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, ele deixou a sua casa em Nova Califórnia e se isolou na fazenda do genro, a 15 quilômetros da cidade, para evitar a contaminação.

“Assim que apareceu a doença Covid, em São Paulo e Rio de Janeiro, eu já me isolei aqui na fazenda do meu genro. Eu fiquei aqui isolado longe do contato de outras pessoas. Mesmo assim me apareceu há esses dias atrás uma dor no meu peito bem forte e começou a dor no lado esquerdo e depois lado direito. Isso começou a me incomodar bastante. Começou a falta de ar, dor no corpo e cansaço. Minha filha me levou ao posto de saúde e testei positivo para a Covid-19. O médico me passou os medicamentos, tomei direitinho e fiquei isolado em casa. Depois de 15 dias voltei ao médico bem melhor e recebi a notícia de que já estava curado”, diz.

“Seu João” diz que a sua fé em Deus o ajudou a vencer mais uma doença e o manteve vivo. “Volto a dizer que novamente a fé e orações dos familiares e amigos me salvaram e venci mais essa doença”, disse.

Importância das ervas e chás naturais

Holsbach conta que além dos remédios receitados pelo médico do Hospital Regional de Extrema, como a Cloroquina, Azitromicina e Invermectina, ele também seguiu receitas naturais para combater a doença.

“Além dos remédios receitados pelo médico, como a Cloroquina, Azitromicina e Invermectina, também usei os remédios caseiros. Tomo direto a clara do ovo de galinha com chá de alfavaca para fortalecer os pulmões. Tomei boldo por causa da Cloroquina que incha o fígado. Também tomei açafrão e outros remédios caseiros que considero que foram fundamentais para minha recuperação”, diz.

Fonte: Folha do Acre.