Rio Branco, Acre, 26 de outubro de 2020

Família do cantor Alberto Loro pede que “homenagem” seja retirada do Teatro dos Náuas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Familiares do cantor Alberto Loro divulgaram na tarde deste domingo, 27, uma nota de repúdio (leia abaixo) pela retirada do letreiro que homenageava o cantor Alberto Loro, falecido em novembro de 2019, na fachada do prédio do Teatro dos Náuas. O teatro passou por reformas e a reinauguração está marcada para esta segunda,28, aniversário da cidade de Cruzeiro do Sul.

O letreiro foi colocado e retirado pelo menos três vezes. As alegações oficiais da coordenação do Teatro de que a motivação era estética da fachada do prédio não pareceram razoáveis aos familiares que viram motivações pessoais na ação de retirada. A nota fala em desrespeito e humilhação ao nome do cantor.

Uma fonte sigilosa de dentro do governo Gladson Cameli afirmou que a retirada teria sido motivada para agradar a viúva do ex-governador Orleir Cameli, que construiu o prédio sob sua gestão. A viúva, Beatriz Cameli negou ter solicitado a retirada e afirmou sentimentos de apreço e amizade pela família do cantor. Beatriz é organizadora da exposição que homenageia o ex-governador Orleir no saguão do teatro.

Em pronunciamento durante sessão virtual da ALEAC, o deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB), autor da lei que homenageia o cantor, apelou para uma articulação com o presidente Nicolau Jr (Progressistas) para recolocar o letreiro ‘para evitar uma tremenda injustiça’. Na ocasião, disse que as motivações eram ‘questiúnculas’ entre as famílias, que acabariam por cometer uma injustiça com o cantor que imortalizou canções sobre Cruzeiro do Sul e o Vale do Juruá.

A questão menor, contudo, poderá resultar em desgaste ao governador Gladson Cameli justamente no Vale do Juruá, sua base política. A mesma ALEAC aprovou uma lei de autoria do deputado Nicolau Jr. que homenageia o patriarca da família do governador, Marmude Cameli, na fachada do aeroporto internacional de Cruzeiro do Sul.

Diante dos fatos que vieram à tona desacreditando a versão oficial, além da nota de repúdio, os familiares falam em boicotar a inauguração. Chegou-se a cogitar a desautorização das músicas de Loro no evento, mas a tese acabou vencida entre os familiares. “A música é maior do que tudo isso, ela está acima”, disse o também músico, e irmão Alberan Moraes.

 

NOTA DE REPÚDIO

A Família Brito vem a público manifestar completo repúdio e indignação com a forma vexatória e humilhante ao qual foi submetida a MEMÓRIA DO CANTOR E COMPOSITOR CRUZEIRENSE ALBERTO LORO. Uma série de desmandos e atitudes vis vem acompanhando o desfecho dos últimos acontecimentos que culminou na construção de um “PUXADINHO” no estacionamento do Teatro para então cumprir a Lei 3587 de dezembro de 2019. A referida Lei dispõe do acréscimo do nome Alberto Loro ao Teatro dos Náuas.
Em postagens feitas pelo Governo do Estado o Teatro dos Náuas Alberto Loro cumpria todos os requisitos que a Lei impõe porém, por questões obscuras e que fogem ao entendimento da família Brito e da população cruzeirense, o nome do cantor foi retirado e fixado ao lado do Teatro, junto ao estacionamento demonstrando total falta de respeito aos familiares ainda sofrendo pela perda de seu ente querido e uma humilhação pública sofrida pela memória de um grande artista que enalteceu o Vale do Juruá em suas canções sendo portanto merecedor em ter seu nome homenageado como manda a Lei.
Vale ressaltar que em nenhum momento pedimos qualquer tipo de homenagem, ela veio, foi aprovada unanimemente gerando muita felicidade aos familiares porém hoje o sentimento que temos é de revolta e indignação. O aniversário da cidade de Cruzeiro do Sul este ano está de luto por essa atitude onde arrasou toda uma família que tanto orgulho deu para Cruzeiro do Sul.
Por fim, a Família Brito não concorda, não compactua e repudia de todas as formas esse tipo de atitude e vem a público pedir que a homenagem seja retirada tendo em vista o grande sofrimento e humilhação imposta a todos os familiares e principalmente a memória de Alberto Loro.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.