Rio Branco, Acre, 26 de outubro de 2020

Polícia indicia ex-presidente do Depasa por peculato e organização criminosa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O ex-diretor-presidente do Departamento Estadual de Saneamento e Água (Depasa), Tião Fonseca; a sua esposa, a empresária Delba Bucar; o ex-diretor financeiro, Edson Siqueira; mais conhecido como Edson Bittar, foram indiciados pela Polícia Civil pelos crimes de associação criminosa, falsidade ideológico e peculato.

Durante a “Operação Toque de Caixa”, a polícia constatou uma série de desvios de recursos públicos do Depasa, durante a gestão de Tião, no governo de Gladson Cameli. Segundo as investigações, o ex-diretor-presidente pagou cerca de R$ 500 mil para a empresa da própria esposa.

Com o indiciamento, o inquérito foi encaminhado ao Ministério Público que deverá ou não apresentar denúncia à justiça. Caso seja denunciados, o juiz decidirá se os alvos se tornarão réus, o que deve ocorrer até o final deste ano.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.