Rio Branco, Acre, 1 de dezembro de 2020

Estado realizará cerca de 60 procedimentos oftalmológicos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Organização é a palavra que define o processo pelo o qual passa a Saúde do Acre. Mesmo durante os meses mais críticos da pandemia de Covid-19 no estado, as equipes de governo  não pararam. Durante esse período, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) traçou estratégias para desafogar as filas de cirurgias de mais de cinco anos.

Frutos desse empenho, os dias 28, 29 e 30 de outubro foram reservados para que cerca de 60 pessoas tenham a saúde dos olhos restabelecida.

Em setembro, o governo do Estado, por meio da Sesacre, já havia iniciado a realização de cirurgias oftalmológicas nas especialidades que geram mais demanda, como a da catarata. E agora é a vez dos pacientes que possuem algum problema na retina, que é a camada fina de tecido nervoso, sensível à luz, localizada atrás do olho.

Humanização

Sendo a funcionalidade da Saúde uma determinação do governador Gladson Cameli, principalmente neste momento de organização após os meses críticos da pandemia, as equipes se esforçaram para que esses pacientes pudessem, enfim, submeter-se aos procedimentos necessários.

“Com o apoio do governador Gladson Cameli, contratamos o Hospital Oftalmológico do Acre (HOA), em que serão realizadas as cirurgias, para que os pacientes possam ter sua visão recuperada”, destacou o secretário de Estado de Saúde, Alysson Bestene.

Trata-se de um trabalho árduo e que exige a percepção das necessidades básicas humanas. Assim, além dos pacientes que fazem  tratamento fora de domicílio (TFD), os da Central de Agendamentos de Cirurgias (CAC) que necessitarem também passarão pelo procedimento.

“Além da eficácia do serviço de Saúde, também nos esforçamos para que os cidadãos tenham um atendimento cada vez mais humanizado”, observou o secretário.

Sem sair de casa

Desde 2017, Luzimar Barbosa Leite, de 55 anos, espera. Além de pagar consultas e exames particulares, nesse tempo ele acabou perdendo a visão do olho direito. O processo dele, segundo sua mulher, Maria Barbosa da Cunha, foi encaminhado à Sesacre em 2019.

Devido à pandemia, Luzimar teve que aguardar um pouco mais, mas agora, já aguardando para entrar no consultório, sua cirurgia será realizada. “Só temos a agradecer porque é muito mais fácil realizar a cirurgia estando perto de casa”, agradece Maria.

Alex Sandro Lobato da Silva, de 40 anos, mora em Assis Brasil e sofreu um acidente em novembro de 2018, que o fez perder a visão do olho esquerdo: “Vim aqui, passei por exames, e estou fazendo novamente a avaliação para poder realizar a cirurgia. O bom é que fazer a cirurgia aqui no Acre mesmo. É bem melhor, porque a gente fica perto da família e não tem gastos”.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.