Rio Branco, Acre, 22 de janeiro de 2021

Casos de dengue aumentam 124% este ano em Cruzeiro do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Quinze municípios estão em risco de apresentar surto ou epidemias de dengue, segundo dados são do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) desta segunda-feira, 23.

Em Cruzeiro do Sul houve um aumento expressivo no número de casos de dengue este ano. Já foram registrados 5.907 casos suspeitos da doença, sendo que no mesmo período em 2019 eram 3.392 notificações. Com relação aos casos confirmados também houve um aumento de 124,1%, saindo de 1.192 casos em 2019 para 2.671 em 2020.

Além de Cruzeiro do Sul, outras cidades estão com alta incidência, são elas: Acrelândia, Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro, Porto Acre, Porto Walter, Rio Branco, Rodrigues Alves, Sena Madureira, Tarauacá e Xapuri.

Já as cidades de Bujari, Feijó, Manoel Urbano e Senador Guiomard estão em alerta para a doença no estado, ou seja, com incidência média. Os municípios de Capixaba e Santa Rosa do Purus têm situação considerada satisfatória. Apenas o Jordão não informou dados sobre infestação.

No Acre, conforme o levantamento da Sesacre, de 1 a 14 de novembro deste ano foram notificados 11.410 casos suspeitos de dengue no Acre, sendo que 5.110 foram confirmados para a doença. Quatro pessoas morreram em decorrência da dengue este ano. O número de óbitos do ano passado não foi divulgado.

No mesmo período em 2019, o número de notificações para a doença era de 11.846, o que representa uma queda de 3,7% nas notificações. Com relação aos casos confirmados, eram 6.517 no ano passado, uma redução de 21,6%.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.