Rio Branco, Acre, 24 de janeiro de 2021

Apesar da pandemia, estudantes cruzeirenses se preparam para realizar o ENEM

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Com reportagens de Jordano Altheman, do Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A pandemia da Covid-19 resultou na suspensão das aulas presenciais e em uma série de outras medidas; tais como: isolamento social, uso obrigatório de máscaras, álcool gel etc. Apesar disso, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) está confirmado para ocorrer nos dias 17 e 24 de janeiro.

Apesar do ano letivo atípico, muitos estudantes estão se preparando por meio de atividades remotas, cursos on-line, vídeo-aulas pelo YouTube, e até mesmo pela TV. É o caso de Mary Carla Saraiva, de 18 anos, estudante concluinte do ensino médio.

Apesar do desejo em cursar jornalismo, Marly deverá prestar o exame para o curso de Letras Português; já que o Campus de Cruzeiro do Sul da Ufac não oferece o curso de jornalismo.

Marly conta que buscou se preparar por meio das ferramentas disponíveis e agradece o empenho dos professores que fizeram o possível para diminuir os impactos do distanciamento social na aprendizagem.

“Eu me sinto preparada. Estudei pelos meios que eu tinha a minha disposição. Esse ano foi muito complicado, sem as aulas presenciais. Eu tirava um dia para estudar pelo YouTube, pegava algum tema e ia estudar. Também pude contar com o apoio da escola; com os simulados, com os professores fazendo as correções individualmente” (sic), conta.

Apesar dos riscos, Marly acredita que serão tomadas as medidas necessárias para evitar o contágio pelo Covid-19.

“Por mais que a gente tenha medo de ir, creio que serão tomadas as medidas necessárias”.

Rosa Lebre, diretora da Escola Cívico Militar Madre Adelgundes Becker, localizada no bairro do Miritizal, explica que os esforços da escola foram redobrados por causa da pandemia e do distanciamento social.

“Os alunos fizeram atividades remotas e as dúvidas eram tiradas diretamente com os professores. Para os alunos do terceiro ano houve atendimento diferenciado: foram realizados quatro simulados; abríamos para tirar dúvidas para cada um, uma vez por mês; entregamos as atividades, com a ajuda dos militares, para que os alunos não perdessem completamente o ano. Além disso, como muitos alunos não têm um bom acesso à internet, passamos a confeccionar apostilas para todos os 938 alunos da escola. Para os 89 alunos das três turmas do terceiro ano, esse acompanhamento foi mais intenso devido ao ENEM”, explica.

Apesar dos esforços, a diretora reconhece que a aprendizagem foi prejudicada durante o ano de 2020. “Quatro alunos preferiram reprovar para repetir no próximo ano”, explica.

 

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.