Rio Branco, Acre, 21 de abril de 2021

Médicos da linha de frente da Covid-19 se revoltam com aglomeração após jogo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Com reportagens de Renata Sá, do Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Médicos e profissionais da Saúde que trabalham na linha de frente da Covid-19 no Hospital do Juruá ficaram revoltados com a irresponsabilidade e descaso dos torcedores do flamengo, que fizeram aglomeração nas ruas de Cruzeiro do Sul após o jogo de quinta-feira, 25.

“Estamos com uma UTI lotada, uma enfermaria que não para de admitir pacientes, profissionais de saúde ficando doentes mentalmente e fisicamente, falta de médicos, e a população simplesmente ignora essa situação e se aglomera como se nada estivesse ocorrendo”, desabafou um médico, que preferiu não se identificar.

O médico destaca que o resultado da aglomeração vem depois de um período entre 15 e 20 dias.

“Temos jovens morrendo pelas complicações da COVID diariamente, mas enquanto não ocorrer com alguém da sua família, a população ignora essa caótica situação”, lamentou o médico.

Outra médica desabafou quanto aos boatos de que supostamente quem procura o hospital está fadado à morte.

“O que mais entristece são as críticas, os falatórios de que, entrou no hospital morre, isso nos deixa péssimos, pois só Deus sabe o que temos passado até o presente momento. Todos têm se empenhado, todos têm dado o seu melhor, mas infelizmente muitos deixam para procurar ajuda quando já não há muito o que fazer tendo em vista que o quadro do paciente evolui rapidamente se não tratado de imediato”.

E acrescenta: “Nós pedimos a todos: fiquem em casa! Começou a sentir sintomas, procure a unidade de saúde, não deixe para recorrer apenas quando sentir falta de ar”.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.