Rio Branco, Acre, 23 de abril de 2021

Nota de Esclarecimento (Dr. Marcelo de Melo Lima)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Assessoria.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Venho através dessa nota prestar esclarecimentos sobre as declarações não verdadeiras da Sra. Eliana Torres de Abreu no dia 09/03/21.

Entrei no Plantão no Pronto Socorro do Hospital Regional do Juruá às 13:00 horas do dia 09/03/21. Recebi o plantão da Dra Sônia que entre outros pacientes me disse que estava aguardando os exames da filha da Sra. Eliana e que quando saíssem os resultados dos exames eu seria informado. Ao ser informado do resultado dos exames eu fui na observação pediátrica do Pronto Socorro avaliar a paciente e analizar o resultado dos exames. Peguei o prontuário e juntamente com a técnica de enfermagem me dirigi ao leito da paciente. Chegando lá perguntei o que ela estava sentindo. A mãe disse que ela tinha dor abdominal. Examinei o abdome da paciente e informei a ela que não tinha sinais de irritação peritoneal, abdome flácido, dentro da normalidade e se ela estivesse com fome poderíamos liberar dieta líquida. O Hemograma estava normal e o exame de urina sem sinais de infecção . Tinham 5 a 6 piócitos por campo no exame de urina, isso era normal. Somente presença de hemácias e questionei outras coisas como possível início menstruação entre outras coisas. Informei para ela se a filha dela mais tarde estivesse sem dor ela informasse que poderíamos planejar a alta hospitalar.

Ela não ficou satisfeita com o que eu falei, disse que era um absurdo porque o médica tinha dito que a paciente estava com infecção urinária, que ela tinha os diretos dela, que eu era acostumado a tratar mal os pacientes, grosso, mal educado, etc… Tentei explicar umas três vezes o resultado dos exames e o exame físico para ela. Sem sucesso! As ofensas seguiram-se. Parecia que ela tinha algum problema pessoal comigo. Perguntei se ela tinha algum problema porque aquela atitude não era normal e sem sentido. Ela saiu dizendo que iria buscar seus direitos na delegacia. Em momento algum fui desrespeitoso com essa senhora ou sua filha. Ela que me ofendeu e tenta denegrir minha imagem. Simplesmente estava cumprindo minha função de médico. Informar aos pacientes o resultado dos exames e exame físico. Solicitei que a criança fosse avaliada pelo pediatra já que ela estava contestando tudo que eu falava. O Cirurgião, Dr. Marlon também examinou a paciente e analisou o resultado dos exames. Concluiu o mesmo que eu, não existia naquele momento sinais de abdome agudo e não tinha infeção urinária. Tenho testemunhas como acompanhante de outro leito próximo ao da sua filha e as funcionárias do Hospital que presenciaram tudo. Sou médico

há 20 anos, sempre exercendo a medicina respeitando os o princípios éticos. É lamentável a atitude dessa Senhora que no vídeo no Facebook usa a imagem da filha para proferir mentiras e fantasiar uma estória. Como ela mesmo informa no vídeo faz tratamento para depressão e faz uso de remédios. Entendo que a depressão pode ser um problema de saúde grave, mas isso não lhe dá o direito de denegrir e difamar um profissional de saúde no exercício de sua profissão. Apesar de todos os danos que ela já causou, não tenho interesse em processa-la. Espero que ela se retrate e foque no tratamento da sua filha.

Cruzeiro do Sul, 10 de Março de 2021.

Dr. Marcelo de Melo Lima
Clínico Geral
CRM 774- AC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.