Rio Branco, Acre, 20 de junho de 2021

Bittar diz que CPI foi criada com intuito de perseguir Bolsonaro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O senador Márcio Bittar (MDB) usou as redes sociais nesta quinta-feira, 27, para criticar os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado Federal, que investiga ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia.

Nesta quinta-feira, 27, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid que o Brasil poderia ter sido o primeiro país do mundo a começar a vacinação se a instituição não tivesse tido entrave nos contratos com o Ministério da Saúde. Segundo ele, a atitude conflituosa do governo de Jair Bolsonaro com os país asiático não ajudou nesse sentido.

Em uma reunião recente com o embaixador da China, disse Covas, o representante “deixou muito claro que essas declarações prejudicavam a relação” e consequentemente a aprovação da exportação desses insumos.

No vídeo, o senador Márcio Bittar afirmou que a CPI da Covid-19 desperdiça tempo e dinheiro. Segundo ele, o intuito da CPI é perseguir o presidente Jair Bolsonaro.

O emedebista cobrou respostas da CPI acerca do desvio de dinheiro do combate a covid-19 enviado pela União a Estados e Municípios.

“O governo Bolsonaro vem sendo atacado desde o início pelos que não aceitam um presidente que seja contra a corrupção. A CPI é a prova de que não há limites para os interesses da esquerda, que em meio a uma grave pandemia, para o país, gasta tempo e dinheiro público para perseguir e propagar mentiras enquanto seguimos sem respostas sobre os mais de 130 bilhões enviados aos estados e municípios para o combate à Covid!”, afirmou.

  • Por AC24horas.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.