Rio Branco, Acre, 14 de maio de 2021

Com 507 registros, Acre é o 2º estado com menor número de acidentes no trabalho em 2020, diz estudo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Em 2020, 507 pessoas sofreram acidente de trabalho no Acre. O dado, do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT), deixou o estado acreano em segundo lugar no ranking com o menor registro de acidentes.

A capital acreana, Rio Branco, é a cidade com mais registro de acidentes no trabalho no Acre. Segundo o estudo, ano passado 399 pessoas sofreram algum acidente enquanto trabalhavam. O levantamento foi divulgado no sábado (1º), Dia do Trabalhador.

No Brasil, o número de acidentes foi de mais 449 mil ano passado. O país tem uma taxa de 6 óbitos a cada 100 mil empregos formais entre 2012 e 2020.

Na distribuição geográfica, São Paulo concentra 35% dos acidentes de trabalho notificados, com 148.103 casos. Logo em seguida aparece Minas Gerais com 46.109 (11%) e Rio Grande do Sul 37.169 (9%).

O levantamento traz dados ainda de acidentes de trabalho registrados no Acre entre 2002 e 2020. Em 18 anos, o estado acreano registrou mais de 15 mil acidentes de trabalho, sendo os maiores números foram registrados entre 2009 e 2015.

Mortes no trabalho

Sobre o número de mortes, dos 507 acidentes registrados no Acre ano passado quatro resultaram em óbitos. No período avaliado, de 2022 a 2020, 113 pessoas morreram no estado acreano vítimas de acidentes no trabalho.

Um dos óbitos registrados em 2020 foi o de Eduardo Nascimento, de 21 anos, após ele cair de um andaime de 3 metros de altura em uma obra no bairro Jardim de Alah, em Rio Branco. Na época, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) informou que o jovem morreu ainda no local do acidente devido ao trauma da queda.

A família contou que era o primeiro dia de trabalho do jovem, que estava ajudando na cobertura da obra. Nascimento, segundo os familiares, trabalhava com bicos e sempre arrumava uma forma de ganhar dinheiro.

No Brasil, o total de pessoas que morreram enquanto trabalhavam foi de 1,9 mil. Entre os países do G20, o Brasil ocupa a segunda colocação em mortalidade no trabalho, apenas atrás do México (primeiro colocado), com oito óbitos a cada 100 mil vínculos de emprego entre 2002 e 2020.

Acidentes de trabalho - distribuição de casos no Brasil  — Foto: Economia G1

  • Com informações do G1 Acre.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.