Rio Branco, Acre, 20 de junho de 2021

Polícia Civil acredita que pecuarista seja mandante da morte de ex-prefeito

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Após a morte do ex-prefeito, Gedeon Barros, (52), assassinado na última quinta-feira, (20), Rio Branco. A Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), começou as investigações que levou a um pecuarista da cidade de Plácido de Castro.

De acordo com as investigações, a motivação do crime seria por dívidas contraídas durante a campanha eleitoral de 2020, quando o então prefeito concorreu à reeleição, sem sucesso. Em busca de um novo mandato, Gedeon de Barros havia trocado o vice de seu mandato, conhecido como Zé Maria, por um outro companheiro de chapa, Mazinho Mariano, um homem natural do Espírito Santo, pecuarista de 46 anos, que não é visto em Plácido de Castro desde o dia do crime.

Lúcia de Barros, esposa do ex-prefeito, teria citado o nome desse pecuarista em seu depoimento no dia do assassinato. A polícia já sabe que o suspeito de cometer o crime, já teria fugido para o país vizinho a Bolívia. O delegado que investiga o caso Marcos Cabral, não quis dar mais detalhes para não atrapalhar as investigações, mas afirmou que já está bem próximo de prender o mandante do crime.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.