Rio Branco, Acre, 23 de julho de 2021

Candidato ao Miss Gay Acre 2021 pode desistir do concurso por falta de patrocínio: ‘Um sonho’

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A pouco menos de um mês para a escolha do Miss Gay Acre 2021, o candidato Fellicio Lima, de 21 anos, corre contra o tempo para conseguir o apoio necessário para continuar na disputa que para ele é um sonho.

Ao longo da disputa, ele perdeu parte dos patrocinadores e agora, tem apenas uma semana para conseguir cerca de R$ 500 para completar o que falta para comprar os três looks e o sapato que deve usar no dia do concurso, que está previsto para ocorrer no dia 2 de julho, em Rio Branco.

“É um sonho meu, antes não. Era apenas uma vontade, mas depois que comecei a ver, a ter o convívio a sentir aquilo no meu peito, se tornou um sonho. Então, é bem complicado para mim porque moro de aluguel, meus pais estão desempregados, corre o risco de ter que sair de onde moro, então é bem complicado”, lamentou sobre a falta de recursos e apoio.

O jovem contou que fez um pacote com uma loja, onde conseguiu descontos, só que com a desistência dos patrocinadores, ele ficou sem ter como pagar o valor acordado. Ele conseguiu apenas metade do dinheiro.

“No começo do concurso, eu tinha alguns patrocinadores que disseram para eu não me preocupar. Só que ao longo do concurso, alguns desistiram. Eu já sabia que iam ocorrer estes cortes, só que não sabia que seria tanto”, contou.

Lima tem até o próximo sábado (26) para conseguir fechar o valor que falta, para que a roupa seja pedida e chegar ao estado a tempo do concurso.

Para Lima, durante a trajetória de inscrição e preparação, as coisas foram tendo significados para ele, que agora quer participar do prêmio e levar uma mensagem de representatividade.

“O dono da loja traz de fora. No concurso vão ser usados o traje de banho, o casual e o de gala. Como vem de fora, tem a questão do tempo de produção e tempo para transporte. Então, tem que ser com antecedência. Se não conseguir, posso não participar”, lamentou.

Fellicio Lima, de 21 anos, precisa de apoio para continuar em concurso — Foto: Arquivo pessoal

“Passou a ser algo importante porque vou levando no concurso toda uma ideologia. Então, é bem complicado você deixar de transmitir uma mensagem para o público e ter que parar no meio do caminho a ponto de não conseguir. É muito importante para mim. Já não importo se vou ganhar ou perder. O que importa é a participação no evento e levantar a bandeira dos negros e dos LGBTQIA+”, concluiu.

  • Com informações do G1 Acre.
ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.