Rio Branco, Acre, 20 de junho de 2021

PSL passa a compor a base de Gladson Cameli e presidente diz que partido nunca foi de Major Rocha

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Durante uma coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira, 4, o presidente do Partido Social Liberal (PSL) declarou que o partido passou a fazer parte, oficialmente, da base do governo de Gladson Cameli (Progressistas), visando as eleições do próximo ano.

Ainda segundo dirigente, a decisão faz parte de um acordo com a direção nacional da sigla. “O PSL faz parte da base do governo. Vamos apoiar a reeleição do governador. Está decidido”, disse.

Sobre as tentativas de tomada da sigla, Pedro destacou que o deputado federal Alan Rick (DEM) tentou se articular em Brasília, no entanto, não obteve sucesso e que a mesma manobra teria sido feita pelo senador Sérgio Petecão (PSD). “Ele tentou levar o partido para sua horta. Ele tentou fazer isso como provável candidato a governador, mas coube a direção nacional decidir pelo caminho a seguir”, afirmou.

Segundo Valério, o vice-presidente do PSL, Antônio de Rueda, vem ao Acre no próximo dia 14 para filiar o secretário de Saúde, Alysson Bestene e o médico Eduardo Veloso, 1º suplente do senador Márcio Bittar (MDB).

Sobre o vice-governador major Rocha, o presidente do partido foi enfático. “Espero que ele faça parte da base com a gente. A decisão é dele”, explicou o dirigente, reforçando que Rocha jamais comandou o partido, mas sim o pleito da capital em 2020. “Ele teve carta branca para fazer em Rio Branco o que quisesse”.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.