Rio Branco, Acre, 23 de julho de 2021

José Ildson é exonerado do gabinete da senadora Mailza Gomes após ser denunciado por assédio sexual

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Denunciado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) por suposta prática de assédio sexual a uma candidata a vaga de emprego na Santa Casa, o apóstolo e advogado José Ildson Barbosa Viana, que é diretor de Relações Institucionais da Unidade de Saúde, foi exonerado nesta quinta-feira (22) do cargo de assistente parlamentar pleno do gabinete da senadora Mailza Gomes (PP). Ele recebia um salário de pouco mais de R$ 14 mil.

Ildson possuía certa influência na Associação dos Ministros Evangélicos do Acre, a Ameacre, e era uma espécie de interlocutor da parlamentar no meio episcopal e eclesiástico.

Nas redes sociais, Ildson se apresenta como doutor e mestre em psicanálise, advogado, licenciado em educação física e professor universitário.

Depois de saber da denúncia registrada na delegacia, Mailza tomou a decisão.

Defensora da causa da mulher no Senado, ela foi a favor do projeto que insere no Código Penal o crime de violência psicológica contra a mulher; ou seja, aquele que causa dano emocional à mulher. Esse tipo de violência pode ocorrer por meio de ameaça, constrangimento e humilhação, por exemplo. A pena prevista pela proposta, além de uma multa, é reclusão de seis meses a dois anos. O projeto também criou o Programa Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica.

ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.